Diego Souza, do São Paulo, dedica gol a Bolsonaro e cria polêmica

Jogador abriu o placar no empate contra o Flamengo.
05/11/2018 11h56 - Atualizado em 5/11/2018 11h56
Foto: Reprodução

Com uma saudação militar e o gesto de disparar uma arma: foi assim que o atacante do São Paulo Diego Souza comemorou seu gol contra o Flamengo, em homenagem ao presidente eleito Jair Bolsonaro, causando polêmica nas redes sociais.

Depois de marcar o primeiro gol no estádio do Morumbi, onde as duas equipes disputaram a partida, o volante correu para a linha de fundo para comemorar com os companheiros.

Em seguida, se dirigiu até uma câmera, fez a saudação militar e o gesto de disparar para o ar que os admiradores de Bolsonaro costumam fazer.

Também foi possível ver que ele falou “meu capitão”, em referência à patente do novo presidente brasileiro.

Imediatamente, sua celebração tomou conta do Twitter, com reações favoráveis e contrárias a seu apoio a Bolsonaro.

Diego Souza defendeu seu direito à liberdade de expressão.

“Cada um tem a sua opinião em termos de política. Espero que respeitem a minha”, afirmou.

Diego Souza se junta assim ao grupo de jogadores de futebol que demonstram abertamente sua simpatia por Bolsonaro, como já aconteceu com Felipe Melo, do Palmeiras, e nomes de peso como Ronaldinho, Rivaldo, o internacional do Tottenham, Lucas Moura, e os atletas do Corinhians, Roger e Jadson.

Fonte: AFP

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso