Mitsubishi Motors demite brasileiro da presidência do conselho

A demissão ocorreu após sua saída da parceira de coalizão Nissan Motor na semana passada por suspeita de irregularidades financeiras.
26/11/2018 08h54 - Atualizado em 26/11/2018 12h14

Foto: Reprodução


Reuters

A Mitsubishi Motors informou nesta segunda-feira (26) que seu conselho de administração removeu Carlos Ghosn da posição de presidente do colegiado, após sua prisão e demissão da parceira de coalizão Nissan Motor na semana passada por suspeita de irregularidades financeiras.

A demissão de Ghosn marca o fim de seu reinado nas montadoras japonesas apenas dois anos após eles ter sido elogiado por levar um controle rígido para a Mitsubishi Motors na sequência de um escândalo de fraudes em 2016.

O presidente-executivo da empresa, Osamu Masuko, vai assumir temporariamente o cargo de presidente do conselho de administração, disse a montadora.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso