Amanda Nunes nocauteia Cyborg e faz história no UFC 232; Jones brilha e reconquista cinturão

Enquanto Jones superou Alexander Gustafsson, a “Leoa” destronou a até então campeã peso-pena Cris Cyborg de maneira surpreendente.
30/12/2018 10h41 - Atualizado em 30/12/2018 10h41
Foto: Reprodução

O evento de “Ano Novo” do UFC encerrou com grande estilo a temporada 2018 da maior organização de MMA do mundo. Realizado neste sábado (29), em Los Angeles, nos Estados Unidos, o UFC 232 consagrou Jon Jones e Amanda Nunes, novos campeões do peso-meio-pesado e do peso-pena feminino. Enquanto Jones superou Alexander Gustafsson, a “Leoa” destronou a até então campeã peso-pena Cris Cyborg de maneira surpreendente.

Jones vence Gustafson em revanche

Aguardada por muitos fãs de MMA, a luta principal da noite seguiu o roteiro “esperado”, com triunfo por nocaute de Jon Jones sobre Alexander Gustafsson no terceiro round. O sueco começou bem a revanche, encaixando bons golpes em Jones, que também revidava.

Com um round para cada na contagem, o terceiro parecia decisivo, e foi. Após conseguir uma queda sobre Gustafsson, Jones forçou no ground and pound e castigou o sueco até a interrupção do árbitro. Voltando de doping, “Bones” é o novo campeão meio-pesado.

Amanda nocauteia Cyborg e faz história

No julgado por muitos o combate mais esperado do MMA feminino, Amanda Nunescontrariou as apostas e, de maneira brutal, nocauteou a campeã Cris Cyborg em apenas 51 segundos no co-main event do UFC 232. A vitória histórica marcou a conquista do cinturão peso-pena feminino por parte da “Leoa”, que também é a dona do título dos galos.

O confronto começou eletrizante, com Cyborg partindo pra cima da compatriota brasileira. Mas Amanda soube resistir, esperar uma brecha e acertar um soco que desmontou Cris. Depois, foi só caprichar nos golpes e engatar uma sequência brutal até a interrupção do árbitro. Triunfo por nocaute da “Leoa”, a primeira campeã de duas divisões do Ultimate.

Chiesa finaliza Condit em estreia de peso

Fazendo sua primeira luta na divisão dos meio-médios, Michael Chiesa cavou ainda mais a cova de Carlos Condit no UFC. Depois de um primeiro round parelho, com boa parte no chão e chances de finalização pra ambos, o ex-leve Chiesa se consagrou no segundo round.

Chiesa pegou uma kimura esticada no compatriota americano e, de forma surpreendente, forçou os três tapinhas de Condit. Foi a quinta derrota seguida do ex-campeão do WEC.

Corey Anderson faz a trinca contra Latifi

Em luta disputada, mas com poucas emoções, melhor para Corey Anderson sobre o sueco Ilir Latifi. Superior ao fim dos três rounds, o americano Corey foi declarado vencedor por decisão unânime dos jurados em confronto válido pela divisão dos meio-pesados.

Com o resultado, Corey Anderson soma seu terceiro triunfo consecutivo no Ultimate e ganha posições importantes na categoria, enquanto Ilir volta a perder após duas vitórias.

Volkanosvki surpreende Chad e embala

Chad Mendes e Alexander Volkanovski abriram em grande estilo o card principal do UFC 232. Em combate entre dois nomes tops do peso-pena, não faltou emoção. Chad começou melhor, indo pra cima e conectando os melhores golpes no russo. Volkanovski, porém, soube resistir e continuava andando pra frente, oferecendo perigo para o “Money”.

No segundo round, quando Chad parecia melhor e chegou perto de finalizar o confronto ao pegar as costas do russo, Alexander se recuperou e, após encurralar o americano na luta em pé, encerrou o duelo por nocaute técnico com uma forte sequência de golpes na grade.

O triunfo foi sexto seguido de Volkanovski no UFC, que segue invicto na organização e ganha cada vez mais destaque no peso-pena. Mendes, por outro lado, volta a perder após retornar com triunfo ao Ultimate, em julho, após cumprir longa suspensão por doping.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 232

The Forum, em Los Angeles (EUA)

Sábado, 29 de dezembro de 2018

Card principal

Jon Jones derrotou Alexander Gustafsson por nocaute no 3R

Amanda Nunes derrotou Cris Cyborg por nocaute no 1R

Michael Chiesa finalizou Carlos Condit com uma kimura no 2R

Corey Anderson derrotou Ilir Latifi por decisão unânime dos jurados

Alexander Volkanovski derrotou Chad Mendes por nocaute técnico no 2R

Card preliminar

Walt Harris derrotou Andrei Arlovski por decisão unânime dos jurados

Megan Anderson derrotou Cat Zingano por nocaute técnico no 1R

Petr Yan derrotou Douglas D’Silva por nocaute técnico 2R

Ryan Hall finalizou BJ Penn com uma chave de calcanhar no 1R

Nathaniel Wood finalizou Andre Ewell com um mata-leão no 3R

Uriah Hall derrotou Bevon Lewis por nocaute no 3R

Curtis Millender derrotou Siyar Bahadurzada por decisão unânime dos jurados

Montel Jackson finalizou Brian Kelleher com um triângulo de mão invertido no 1R

Fonte: Jornal Extra

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso