Paulinho da Força diz que está à disposição da Justiça

O deputado federal foi um dos alvos da operação Ross.
11/12/2018 11h22 - Atualizado em 11/12/2018 15h31
Foto: Reprodução

O presidente nacional do Solidariedade, deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, afirmou hoje (11), por meio de nota oficial, que está à “disposição da Justiça para prestar quaisquer esclarecimentos, desde que lhe seja facultado acesso ao processo previamente”.

Pela manhã, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram a Operação Ross, envolvendo 200 agentes, que atuam na investigação de recebimento de vantagens indevidas por parte dos parlamentares no período de 2014 a 2017.

Os valores investigados, que teriam sido utilizados também para a obtenção de apoio político, ultrapassam R$ 100 milhões, segundo a Polícia Federal.

Paulinho da Força, segundo delatores, teria recebido dinheiro do então candidato à Presidência da República pelo PSDB, senador Aécio Neves (MG), para formalizar apoio à candidatura dele. Na nota, o parlamentar chama de ridícula a suspeita.

“A acusação absurda de compra de apoio do partido Solidariedade para a candidatura à Presidência de Aécio Neves, em 2014, beira o ridículo”, diz o texto.

Fonte: Agência Brasil

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso