Antes de entregar governo, Amazonino Mendes recebeu benefício de R$545 mil

O político é beneficiário de pensão de ex-governadores estabelecida pela Constituição do Estado do Amazonas.
05/01/2019 15h23 - Atualizado em 6/01/2019 13h28
Foto: reprodução

Redação AM POST

O ex-governador, Amazonino Mendes (PDT), recebeu R$ 545.748,93 em seu último salário como chefe do executivo estadual, segundo dados do Portal da Transparência.

Questionado sobre o porque da alta quantia na folha de pegamento do político, o governo do Amazonas disse que é referente a pensão destinada a ex-governadores e que o valor ficou, neste caso, alto porque foi pedida a revisão de cinco anos do benefício.

“O ex-governador Amazonino Mendes é beneficiário de pensão de ex-governadores estabelecida pelo revogado art.278 da Constituição do Estado do Amazonas, que assegurava pagamento de pensão mensal no valor do subsídio dos desembargadores do Amazonas” diz trecho da nota.

A assessoria de Amazonino também enviou nota de esclarecimento sobre o caso. “No dia 16 de janeiro de 2018, o então governador Amazonino Mendes requereu perante a Procuradoria Geral do Estado (PGE), a revisão de sua pensão especial pela condição de ex-governador do Amazonas que estava em desacordo com EC nº75/2011”, explicou.

Ainda segundo nota o processo de revisão da indenização só foi concluído no último mês do ano.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso