Bebê de 17 dias contrai herpes após beijo de visita

Mãe da criança decidiu alertar os pais sobre os riscos desse tipo de contato com recém-nascidos.
10/01/2019 18h31 - Atualizado em 10/01/2019 18h31
Foto: Reprodução

Quando a baiana Rafaela Moreira, de 33 anos, soube que uma menina americana morreu aos 12 dias de vida após ter sido beijada e contraído o vírus da afta, decidiu que também deveria alertar os pais sobre os riscos desse tipo de contato com recém-nascidos, diante do que seu próprio filho sofrera há quatro meses, em decorrência de uma herpes.

— Atualmente ele está bem, mas resolvi tornar isso público após ler um relato de uma mãe nos Estados Unidos num caso muito semelhante ao do Gustavo em que ela conta que a filha morreu. Ninguém fala sobre isso. Muita gente não reconhece esse tipo de doença — disse.

Rafaela, moradora de São Paulo, publicou no Facebook, na última sexta-feira, uma foto do filho Gustavo com várias erupções no rosto e deixou o alerta: “Parem de querer beijar bebê que não é seu”. Desde então, o post angariou cerca de 182 mil compartilhamentos.

“Atenção para esse relato. É muito importante pois meu filho Gustavo foi infectado com apenas 17 dias de vida…ficando internado”, afirmou na rede social, acrescentando que sua preocupação não se trata de uma “frescura”.

De acordo com a manicure, a criança contraiu herpes de uma pessoa que visitou a família e a beijou. Ela contou ao ter procurado atendimento assim que as feridas apareceram e que seu filho passou por um tratamento durante 10 dias numa área de isolamento num hospital.

Mesmo que quatro meses tenham se passado, a mãe do Gustavo frisou que continua passando na pele dele produtos dermatológicos, seguindo recomendações médicas, pois, segundo ela, a doença pode voltar até os seis meses de vida, enquanto o bebê está num quadro de vulnerabilidade.

— Um dia antes ele chorava muito, estava sem marcas. Achávamos que eram cólicas, mas no outro dia pela manhã, levei um susto. O rosto dele estava todo infeccionado, aí eu o levei de imediato ao hospital, onde a médica contou que a herpes foi contraída pelo beijo. Ela recomendou que nessa fase a gente tem que evitar visitas — afirmou.

Fonte: Jornal Extra


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso