Defesa diz que José Melo e Edilene não tem interesse em assinar acordo de delação

O advogado Christhian Naranjo desmentiu boatos de interesse do casal assinar acordo e disse que ambos sempre cooperam com a justiça.
10/01/2019 20h29 - Atualizado em 11/01/2019 12h45

Redação AM POST

A defesa do ex-governador, José Melo, e da ex-primeira-dama, Edilene Oliveira, emitiu nota nesta quinta-feira (10) desfazendo boatos sobre a possibilidade do casal assinar acordo de delação premiada na operação Maus Caminhos. Eles cumprem atualmente prisão domiciliar.

A nota assinada pelo advogado Christhian Naranjo informa que noticia sobre a possibilidade de delação circula na capital mas “não procede” e é “desprovida de fundamento”. A possibilidade era vista como um terremoto que sacudiria o meio político no Estado.

Ainda segundo Christhian Naranjo seus clientes sempre cooperaram com a justiça desde o início do processo. Melo foi preso em dezembro de 2017 acusado de participar de atos de corrupção e desvios de dinheiro público na saúde do Amazonas e Edilene em janeiro de 2018, acusada de obstruir a justiça.

Leia a nota na íntegra:
Foi noticiado que o senhor ex-governador José Melo de Oliveira e a senhora a ex-primeira-dama, Edilene Oliveira, estariam avaliando a possibilidade de colaborar com a Justiça através do instrumento conhecido como Delação Premiada. A informação não procede.

Ambos colaboram com o esclarecimento dos fatos desde o início, comparecem a todos os atos processuais e cumprem de forma zelosa com todos os compromissos assumidos perante o juízo, não havendo, portanto, qualquer trabalho neste sentido, razão pela qual afirmam ser a referida noticia absolutamente desprovida de fundamento.
Certos da atenção.
Christhian Naranjo
Advogado


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Contato Termos de uso