Inconformado, Belarmino Lins critica e ataca Mayara Pinheiro por não ter declarado voto nele

A deputada mais votada do Amazonas optou declarar apoio a Josué Neto na disputa pela presidência da ALE.
12/01/2019 17h05 - Atualizado em 12/01/2019 17h05
Foto: ALE-AM

Redação AM POST

Desde que decidiu declarou voto nessa quinta-feira (10) em Josué Neto (PSD) para presidência da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), a deputada estadual eleita Mayara Pinheiro (PP) atraiu para sim um clima de tensão dentro de seu próprio partido. Ela foi criticada e atacada por Berlamino Lins, que pleiteia a mesma vaga que Josué.

Após o posicionamento da deputada, Belão, como é conhecido, divulgou por meio de sua assessoria texto de ataque a sua correligionária. “Ela, primeiro, tem que dar exemplo como gestora que é, como pelo volume de recursos gastos na sua milionária campanha política. Eu não compreendo que receita de “transparência” é essa”, disparou.

No vídeo em que declara apoio a Josué, a parlamentar fala que sua decisão foi tomada de forma independente e baseada no que ela acredita que seja melhor para a Assembleia Legislativa nesse momento. “Com toda a minha independência de acordo com minhas convicções eu acredito na candidatura do deputado Josué Neto”, opinou.

Belão deu a entender que a deputada mais votada do Amazonas não tem autonomia para decidir seu voto. “Entendo que caberá ao comando do PP dizer que tipo de decisão tomará a cerca do descumprimento de uma orientação e decisão do partido”, contou.

Corroborando a fala do parlamentar o secretário-geral do PP, Walter Sipelli, declarou ontem (11) a página da jornalista Rosiene Carvalho, que o mandato de Mayara não lhe pertence. “Não tem independência, não. O mandato é do partido. Não é dela”, disse.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso