Grande critico do uso de recursos do FTI na saúde vota favorável ao PL do governo

Dermilson Chagas já tinha afirmado que o FTI se transformou no famoso “tapa-buracos” das gestões fraudulentas.
27/02/2019 14h42 - Atualizado em 27/02/2019 17h15

Foto: Divulgação


Redação AM POST

O deputado estadual, Dermilson Chagas (PP) votou a favor do Projeto de Lei do governo do estado, que vai usar R$ 350 milhões do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) para tentar cobrir rombo na saúde pública.

Antes da votação o parlamentar foi um dos que criticaram a medida do governo de tentar usar a verba. Em artigo divulgado pela assessoria do deputado na última segunda-feira (25) ele afirma que o fundo se transformou em “tapa-buracos”.

“O FTI se transformou no famoso “tapa-buracos” das gestões fraudulentas, incompetentes e nada republicanas no trato com o dinheiro público. Deplorável, mesmo, porque a cada ano que passa mais e mais motivos são listados como mais importantes e urgentes do que o desenvolvimento do interior do Estado”, diz Dermilson em trecho do artigo.

“Tudo serve, tudo pode, tudo parece justificar esse golpe repetido e manjado de “o interior sempre ser obrigado a pagar a conta”. Errou, roubou, gastou demais? O governador pede, a assembleia aprova e o FTI paga a conta! Essa tem sido a lógica perversa da negação ao interior”, completou.

Chagas explicou sua mudança de posicionamento na ALE. “Os maiores interessados são os prefeitos. Mas em reunião com o governador eles decidiram pegar só 20% dos 100% a qual eles têm direito. O plenário quer votar com o governo que alega falta de dinheiro, mas não há falta de dinheiro”, justificou.

Além de Dermilson Chagas também votaram a favor do uso do FTI os deputados: Abdala Fraxe (Podemos), Alessandra Campelo (MDB), Alvaro Campelo (PP), Augusto Ferraz (DEM), Berlarmino Lins (PP), Carlinhos Bessa (PV), Drº Gomes (PRP), Drª Mayara Pinheiro (PP), Felipe Souza (Patriota), Joana Darc (PR), João Luis (PRB), Josué Neto (PSD), Ricardo Nicolau (PSD), Roberto Cidade (PV), Saullo Vianna (PPS), Serafim Correa (PSB), Sinésio Campos (PT) e Therezinha Ruiz (PSDB).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso