Mais de 80 pessoas são presas e 11 adolescentes apreendidos durante Operação Pilar em Manaus

Os presos têm envolvimento em crimes como tráfico de drogas, roubo, homicídio, estupro e estelionato.
28/02/2019 16h56 - Atualizado em 28/02/2019 16h57

Foto: Claudio Heitor / Secom


Redação AM POST

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) prendeu 82 infratores e apreendeu 11 adolescentes durante a Operação Pilar III, deflagrada na capital desde terça-feira (26/02) e que ocupou o bairro União, na zona centro-sul, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28/02). Os presos têm envolvimento em crimes como tráfico de drogas, roubo, homicídio, estupro e estelionato. A operação ainda está em curso no bairro e outras prisões e apreensões podem ocorrer até o fim do dia.

Também foram apreendidos cerca de 30 quilos de maconha, sete celulares com suspeita de roubo, um binóculo e R$ 379 em espécie. O secretário de segurança pública, coronel Louismar Bonates, coordenou a operação conjunta, ao lado do delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos, e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte. No fim da manhã, eles apresentaram o balanço preliminar do trabalho em coletiva de imprensa na Delegacia Geral, no Dom Pedro, zona centro-oeste.

Bonates destacou o sucesso da operação com o trabalho ostensivo que a SSP vem desenvolvendo para garantir a segurança da população. “Nossas operações pretendem devolver a comunidade aos comunitários. Acabou esse domínio do crime organizado, agora é o Estado voltando a ocupar o seu espaço na cidade”, enfatizou.

Os mandados no Bairro da União começaram a ser cumpridos hoje, mas em outros bairros da cidade as polícias cumpriram outros mandados de prisão, busca e apreensão como parte da operação. Só no bairro da União, foram 14 prisões.

Ocupação geral
Mais de 700 policiais civis e militares de todas as Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), Distritos Integrados de Polícia (DIPs) e Delegacias Especializadas estiveram envolvidos, com apoio de viaturas terrestres e dois helicópteros do Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA), da SSP. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), o Manaustrans, o Corpo de Bombeiros e o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) também participaram da ação.

O comandante-geral da PM, coronel Ayrton Norte, falou sobre o resultado da operação. “Essa operação demonstra o forte trabalho que as forças policiais do Estado estão desenvolvendo para combater o crime organizado em Manaus. Nós vamos saturar, sufocar e prender os criminosos”.

Para a operação, foi montado um esquema de reforço no atendimento do disque-denúncia 181, em que a população pode relatar endereços e a localização de suspeitos. O delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos, disse que a participação do cidadão é fundamental para o sucesso do trabalho policial.

“A população tem sido muito importante na execução do nosso trabalho porque tem participado ativamente nas denúncias feitas no 181 e nos próprios DIPs, somando ao nosso trabalho de inteligência”, destacou.

A equipe do DPTC prestou apoio na operação, realizando os exames de corpo de delito nos presos, como explicou o chefe do departamento, Lin Hung Cha. “Devido ao grande número de presos, montamos um esquema especial de perícia para facilitar o trabalho das polícias, tornando o processo mais rápido”, disse.

Esta é a sexta operação integrada de grande porte coordenada pela SSP-AM, em Manaus e no interior, este ano. No interior, operação semelhante ocorreu em Lábrea, no sul do estado.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso