Mais de 90% dos esquerdistas moram com os pais, diz estudo alemão sobre vândalos

Os dados foram informados pelo Escritório Federal de Proteção à Constituição alemão.
18/02/2019 14h14 - Atualizado em 18/02/2019 14h14

Foto: Reprodução


A ampla maioria dos esquerdistas detidos pela polícia em Berlim nos últimos anos por atos de vandalismo são homens jovens que ainda moram com os pais, diz um novo estudo.

Cerca de 873 pessoas foram detidas pelas autoridades berlinenses entre 2003 e 2013. Desses, 84% eram homens, sendo que 72% deles tinham entre 18 e 29 anos. Um terço deles estavam desempregados e 92% ainda viviam com os pais.

No mais, terroristas de esquerda tentaram cometer 11 assassinatos entre 2009 e 2013.

Os dados foram informados pelo Escritório Federal de Proteção à Constituição alemão.

Fonte: Ilisp


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso