Mulher que teve parte do lábio inferior arrancado em briga passará por nova cirurgia

Ontem (19) ela passou por uma cirurgia de reconstrução que durou cerca de sete horas.
20/02/2019 14h17 - Atualizado em 21/02/2019 12h48

Foto: Reprodução


Redação AM POST*

A funcionária pública, Bianca Figueiredo, de 35 anos que teve parte do lábio inferior arrancado por mordida durante uma briga ocorrida em um posto de gasolina de Manaus na madrugada de sexta-feira (15) vai passar por uma nova cirurgia. A autora da violência é a autônoma Samara Silva Pinheiro, de 19 anos – conhecida como Samara Pavanelly (aparece a esquerda na foto acima), que já prestou depoimento na Polícia Civil e confessou o crime.

A mulher que teve parte do lábio inferior arrancado está internada desde a madrugada de sexta-feira (15) e foi transferida do Pronto Socorro 28 de Agosto para o João Lúcio, na Zona Leste de Manaus. Ontem (19) Bianca passou por uma cirurgia de reconstrução que durou cerca de sete horas e na próxima quarta-feira (27) Bianca deve passar por outro procedimento.

Devido estado debilitado a vítima ainda não fez exame de corpo delito. Ainda não há previsão para alta médica.

Segundo informação da delegada, Alyne Lima, titular do 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Samara foi ouvida em termo de interrogatório e possivelmente poderá ser indiciada por lesão corporal grave, podendo pegar de 1 a 5 anos de reclusão. Ela também disse que o resultado do laudo do hospital pode alterar para lesão corporal gravíssima.

Entenda o caso
De acordo com a delegada a briga começou aparentemente por um mal entendido ocorrido no estacionamento de um condomínio na avenida Ephigênio Sales quando Samara acompanhada de seu namorado achou que Bianca e mais mais dois amigos teriam a chamado de “puta”.

Durante a discussão, Samara teria dado um tapa na cara de uma amiga da funcionária pública, a designer Ana Rosa Cardoso, 37.

A briga foi separada mas os dois grupos se reencontraram minutos depois em um posto de gasolina, na avenida André Araújo, em frente ao Instituto Nacional De Pesquisa da Amazônia (Inpa), foi quando uma das partes foi tirar satisfação, começou agressão mútua que resultou na mordida que arrancou parte do lábio de Bianca. Em depoimento Samara disse que foi agredida e reagiu.

*Com informações do G1 Amazonas


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso