Paciente encontra tapurus em sopa servida no Instituto da Mulher em Manaus

Segundo a Susam, a empresa fornecedora de alimentos foi chamada para explicar a situação.
19/02/2019 15h24 - Atualizado em 20/02/2019 16h38

Foto: Reprodução


Redação AM POST

Uma paciente do Instituto da Mulher e Maternidade Dona Lindu, em Manaus afirmou ter encontrado na noite dessa segunda-feira (18) em comida servida na unidade tapurus, que é um tipo de verme, larva, que dá em alimentos estragados.

De acordo com denúncia, a sopa servida na maternidade estava cheia de larvas e todos os que estavam no local viram a cena revoltante de descaso com a população que paga impostos e tem que usar o sistema precário de saúde pública do Estado.

Segundo o acompanhante da paciente, que não quis se identificar, após reclamar da situação com funcionários da unidade foi informado que é normal e que podia ser do carrinho que trasportou as refeições naquela noite.

“Se eu não tivesse precisando de cuidados já tinha ido para casa”, relatou a paciente que está internada desde a última quinta-feira(21) na enfermaria da maternidade esperando abrir uma vaga na Unidade de Tratamento Intenso (UTI) para poder fazer cesariana porque seu bebe pode precisar.

Em nota envia à reportagem do Portal AM POST, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) disse que a empresa fornecedora de alimentos para o Hospital foi contatada para explicar a situação e poderá ser punida. Também foi informado que a direção do Instituto da Mulher Dona Lindu não recebeu nenhuma comunicação formal sobre o ocorrido e nem a chefia do setor de nutrição.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso