Após polêmica com Loreto, Marina Ruy Barbosa pede que mulheres não sejam opressoras

Espectadores e até celebridades apontaram a atriz como pivô do fim do relacionamento de José Loreto e Débora Nascimento.
08/03/2019 17h35 - Atualizado em 9/03/2019 14h03
Foto: Reprodução

Folhapress

A atriz, Marina Ruy Barbosa, 23, foi alvo de diversas críticas durante a polêmica separação de José Loreto, 34, e Débora Nascimento, 33. Espectadores e até celebridades apontaram a protagonista de “O Sétimo Guardião” como pivô do fim do relacionamento. Ruy Barbosa, que é casada com o empresário Xande Negrão, recebeu apoio da sogra e de outras celebridades como Letícia Spiller, mas tem evitado comentar sobre o assunto.

Neste Dia Internacional da Mulher, a atriz resolveu publicar um texto em seu perfil no Instagram falando sobre a data, a luta, o empoderamento feminino e a empatia entre mulheres. “Vamos desaprender o que a sociedade ensinou sobre as mulheres. Precisamos juntas desconstruir essa rivalidade que criaram entre nós. Comece por VOCÊ a mudança que quer ver em outra mulher”, escreveu a atriz.

Ela afirma que atualmente pensa antes de comentar algo sobre uma mulher. ‘Quando eu atinjo uma mulher estou automaticamente me atingindo”, diz. “Não seja uma mulher opressora. Com certeza o falar é mais fácil do que o agir. Colocar em pratica atitudes feministas diante de uma sociedade que TODOS os dias propaga a rivalidade e competitividade entre as mulheres não é fácil. Mas é um esforço diário, e olhar atento pra todas as atitudes que temos.”

A atriz diz que devemos ter atenção e que ninguém sabe a dor que outras mulheres sentem, bem como seus problemas, angústias e cobranças.

“Antes de acusar, julgar, expor, procure saber, vá atrás da verdade, pois suas atitudes e comentários podem trazer um mal irreversível pra outra mana. Uma das coisas que eu aprendi com o feminismo é não atacar outra mulher, mesmo que ela faça isso comigo.”

Por fim, Ruy Barbosa fez um apelo para que as mulheres parassem de se culpar e acreditassem na irmandade e solidariedade entre elas, mesmo dentro de uma sociedade “que estimula a competição entre nós”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso