Michelle Bolsonaro participa de evento feminista na embaixada do Egito no Brasil

O almoço que debateu a luta feminina nos dias atuais também contou com a participação de Paula Mourão, mulher do vice-presidente Hamilton Mourão.
15/03/2019 09h05 - Atualizado em 15/03/2019 09h05
Foto: Reprodução

Michelle Bolsonaro participou de um evento em celebração ao Dia Internacional da Mulher no início da tarde da última quinta-feira na embaixada do Egito em Brasília. O almoço que debateu a luta feminina nos dias atuais também contou com a participação de Paula Mourão, mulher do vice-presidente Hamilton Mourão.

No evento, Michelle sobe ao palco para discursar em português e se enrola com a tradutora para o inglês. Sorridente, a primeira-dama pede desculpas e todas as presentes riem da situação, como mostra os vídeos publicados por Francesca Giobbi, que é filha de diplomatas e tem cidadania ítalo-brasileira. Francesca é designer de calçados e trabalha com moda sustentável.

“Essa linda celebração da jornada das mulheres africanas aqui na embaixada do Egito. É uma honra poder compartilhar esse momento aqui com todas as senhoras presentes, mulheres que vieram dos mais variados países do mundo e que escolheram a passagem pelo Brasil para ter a querida cidade de Brasília como morada”, diz Michelle Bolsonaro em seu discurso no evento.

“A celebração do dia internacional da mulher oferece ao grupo de cônjuges dos embaixadores africanos a feliz ocasião de celebrar as mulheres em geral e as mulheres brasileiras e africanas em particular… Contra a violência baseada no gênero aproveito esta oportunidade para prestar homenagem a todas as mulheres que sofrem e aspiram por uma vida melhor. Esta comemoração, para além de seu caráter festivo, é uma ocasião privilegiada para nos unirmos pois os nossos países precisam cada vez mais alcançar a paz e a reconciliação”, disse a embaixatriz do Egito em francês para as convidadas, entre elas, Michelle Bolsonaro, que aparece sentada em uma mesa ouvindo o discurso.

Em novembro do ano passado, depois das reiteradas declarações do Presidente Jair Bolsonaro de que iria transferir a embaixada do Brasil em Israel de Telaviv para Jerusalém, o governo do Egito adiou sem previsão de nova data uma visita do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, que estava marcada para os dias 8 a 11 daquele mês.

A informação oficial repassada pela chancelaria egípcia é que a viagem precisaria ser adiada por problemas de agenda das altas autoridades do país. Aloysio teria encontros com o chanceler do país, Sameh Shoukry, e o presidente, Abdel Fattah el-Sisi.

No entanto, fontes do Itamaraty admitiram na ocasião que o cancelamento – em cima da hora e sem sugestão de uma nova data, o que não é o protocolo nas relações diplomáticas – era um sinal do desagrado do país árabe com as posições do novo presidente brasileiro.

Fonte: Jornal Extra

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso