Motorista de aplicativo é bloqueado em Manaus após se recusar a levar passageiro por ele ser gay

A empresa informou, por meio de nota, que bloqueou imediatamente o homem ao tomar conhecimento do caso.
14/03/2019 16h16 - Atualizado em 15/03/2019 13h52

Redação AM POST

Um motorista do aplicativo de transporte 99Pop se negou a fazer uma corrida em Manaus, no último domingo (10), alegando não gostar de atender passageiros homossexuais. A empresa informou, por meio de nota, que bloqueou o homem pela atitude homofóbica.

A vítima é um cabeleireiro de 29 anos, que preferiu não se identificar, e registrou Boletim de Ocorrência (B.O.) sobre o caso no 3º Distrito Integrado de Polícia.

De acordo com a 99Pop qualquer forma de preconceito é repudiada e sua política de tolerância em relação a isso é zero. Ainda segundo nota a companhia está em contato com o passageiro para prestar todo o apoio que for necessário e vai colaborar com a polícia se necessário.

Os prints da conversa entre os dois repercutiu nas redes sociais e fez a empresa se manifestar sobre o caso. No dialogo o motorista pede para o passageiro procurar outro condutor porque ele não gosta de fazer corridas para homossexuais.

“É viado não, né? Não curto fazer corrida para viado não, beleza. Melhor tu cancelar por aí. Pede outro”, diz por mensagem o motorista.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Contato Termos de uso