Mulher pula cerca de zoológico para tirar selfie com jaguar e é atacada

De acordo com o zoológico, a mulher teve ferimentos nos braços, mas está fora de perigo.
11/03/2019 18h59 - Atualizado em 11/03/2019 18h59
Foto: Reprodução

Uma mulher que pulou uma cerca para tirar uma selfie num zoológico no estado do Arizona, nos Estados Unidos, foi atacada por um jaguar, no último sábado (9). De acordo com o zoológico, a mulher teve ferimentos nos braços, mas está fora de perigo.

Quando pulou a barreira e se aproximou da jaula para tirar a foto com o animal, ele esticou a pata e a arranhou.

O diretor do Wildlife World Zoo, Mickey Ollson, disse à BBC que não há como evitar que as pessoas atravessem as barreiras. “Os guarda-corpos existem por um bom motivo”, afirmou.

Ele contou que o mesmo animal já havia atacado outra pessoa, que também pulou a grade, mas que daquela vez os ferimentos foram menos graves. Mickey disse que como o ocorrido foi resultado de “erro humano”, o bicho não será sacrificado.

Adam Wilkerson, uma testemunha, disse ao canal Fox News que ouviu alguém gritar “socorro” e saiu correndo.

“A onça tinha posto as patas por entre as grades da jaula e agarrado a moça”, disse ele. “Aí minha mãe teve uma ideia para distrair a onça. Ela jogou uma garrafa de água dentro da jaula. Foi então que a onça soltou a moça, mas suas garras ficaram presas no suéter dela. Eu peguei ela pelo tronco e fui puxando, até que a roupa se soltasse. Aí a onça foi embora, atrás da garrafa de água”, contou.

O zoológico escreveu no Twitter que estava orando pela família da vítima e pediu que as pessoas “entendam porque as barreiras são colocadas”. Além disso, afirmaram que o acidente está sendo investigado.

Fonte: G1


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso