Aleam teve semana cheia de atividades em Manaus e em Brasília

Em Brasília o Josué Neto acompanhado de comitiva pediu a recuperação das estradas Transamazônica e BR-319.
12/04/2019 19h26 - Atualizado em 12/04/2019 19h26
Foto: Joel Arthus/Aleam

Redação AM POST

O presidente Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas – ALEAM, deputado Josué Neto (PSD) abriu a semana liderando uma comitiva de deputados estaduais a Brasília, para apresentar o projeto do Eixo Multimodal Manta-Manaus ao Departamento de Navegação e Hidrovia do Ministério de Infraestrutura, na segunda-feira (12). A implantação da rota de transportes reduziria em pelo menos 25 dias o trajeto de cargas entre o Brasil e países asiáticos, em relação ao tempo via Canal do Panamá, com grande impacto positivo para o Polo Industrial de Manaus (PIM).

No plenário houve a celebração dos 50 anos do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), em Sessão Especial com as presenças de professores, jornalistas e autoridades. A homenagem partiu da vice-presidente da Casa, deputada Alessandra Campêlo (MDB), que é jornalista formada pela Ufam. A Escola do Legislativo Senador José Lindoso abriu o Curso de Formação em Direitos Humanos, destinado a vereadores e servidores de Câmaras dos municípios do interior, com palestras sobre Constituição Cidadã e Teoria Geral do Direito.

Na terça-feira (9), em Brasília, o presidente Josué Neto e os deputados Sinésio Campos (PT) e Roberto Cidade (PV), tiveram audiência com o diretor do Departamento de Navegação e Hidrovia do Ministério da Infraestrutura, Dino Antunes Batista, que solicitou informações sobre a situação real dos portos e se comprometeu a levar as demandas do Amazonas ao ministro Tarcísio Freitas. Na ocasião pediram a recuperação das estradas Transamazônica e BR-319.

Durante a sessão plenária, presidida pela vice-presidente deputada Alessandra Campêlo, houve pronunciamentos dos deputados Wilker Barreto (PHS) e Dermilson Chagas (PP), questionando o contrato de R$ 172 milhões, entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH). Assumindo a defesa do governo, o deputado Dr. Gomes (PRP) disse que “esse é o modelo que o governo encontrou, não dá para mudar, só no término do contrato”.

A greve dos professores marcada para a próxima segunda-feira (15), foi um dos assuntos de destaque na Sessão Ordinária de quarta-feira (10), puxado pela presidente da Comissão de Educação, deputada Therezinha Ruiz (PSDB), que defendeu o cumprimento da data base dos professores e o entendimento da classe com o governo, recebendo apoio do deputado Dr. Gomes, e das deputadas Joana Darc (PR) e Alessandra Campêlo. A deputada Mayara Pinheiro (PP) também abordou a crise na educação.

Na Ordem do Dia, com uma pauta extensa os deputados votaram 26 matérias, sendo derrubados 12 vetos do governo, e 13 mantidos, e aprovado, com apenas um voto contra, o Projeto de Lei n° 96/2019, que cria medidas de proteção contra a Violência Obstétrica nas maternidades, hospitais e demais unidades de saúde, de autoria da deputada Alessandra Campêlo, que foi o destaque da votação. Na quarta-feira foi aberto o período de entrega das propostas para o estudo das melhorias do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores da Aleam.

A quinta-feira (11) começou com o presidente da Aleam, Josué Neto, participando do Seminário “A importância da Zona Franca de Manaus para o crescimento do País” promovido, em conjunto, pelo jornal Correio Braziliense e a Academia Brasileira de Direito Tributário (ABDT), às 9h, no auditório do Tribunal de Contas da União (TCU) em Brasília. Para o presidente Josué Neto o evento “é mais uma oportunidade de mostrar as contribuições da ZFM para o Amazonas e para o restante do país”.

A falta de recursos do Governo Federal, manifestada no Ministério da Infraestrutura, para a manutenção dos portos do interior do Amazonas, tema abordado pelo deputado Roberto Cidade, suscitou a preocupação dos deputados presentes em plenário na Sessão Ordinária de quinta-feira, presidida pela vice-presidente deputada Alessandra Campêlo, que por sua vez questionou o abandono de 80 obras do governo nos municípios do interior. A Sessão teve ainda pronunciamentos de outros 12 deputados, sobre temas variados.

O exercício da medicina como sacerdócio levou o presidente Josué Neto a propor o Título de Cidadão do Amazonas, ao médico cirurgião cardiovascular Silas Fernandes de Avelar Júnior, aprovado por unanimidade dos deputados. A entrega da honraria ocorreu nesta sexta-feira (12), às 10h, no Plenário Ruy Araújo. Segundo Josué, a entrega da honraria é uma forma de homenagear e reconhecer a importância do trabalho do médico para a sociedade amazonense, bem como a sua forma humana de atender pacientes de qualquer classe social.

Com 48 estudantes eleitos deputados estaduais, 24 titulares e 24 suplentes, que irão participar da 12ª legislatura do Parlamento Jovem, no período de 13 a 24 de maio, a Escola do Legislativo Senador José Lindoso, por meio da Gerência de Educação Cidadã, e em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), encerrou o período de escolha dos representantes escolares para o programa, que tem a finalidade de envolver jovens estudantes em discussões sobre política, cidadania, participação popular e levar ao conhecimento de todos a função de uma Assembleia Legislativa e a atuação dos deputados estaduais.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso