Delegados lotam galeria da Aleam e comemoram reajuste salarial

O projeto enviado pelo governador Wilson Lima terminou aprovado unanimidade dos votos.
15/04/2019 18h49 - Atualizado em 15/04/2019 18h49

Redação AM POST

Cerca de 90 delegados da Polícia Civil do Amazonas ocuparam a galeria da Assembleia Legislativa na manhã desta segunda-feira (15), para acompanhar a votação da Mensagem Governamental nº 59/2019, que tratava sobre o reajuste dos vencimentos da categoria.

O Projeto de Lei (PL) nº 220, de origem governamental enviado pelo governador Wilson Lima (PSC), terminou aprovado unanimidade dos votos, estabelecendo o seguinte reajuste: a contar de 21 de abril de 2019, no percentual de 10,85%, relativos à soma das datas base do ano de 2015 e 2018; a contar de 1º de agosto de 2019, no percentual de 3,97 %, relativo à data base do ano de 2019; a contar de 21 de abril de 2020, no percentual de 9,27%, relativo à data base do ano de 2016; a contar de 21 de abril de 2021, no percentual de 4,0825%, relativo à data base do ano de 2017.

A delegada Emília Ferraz, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado do Amazonas (Sindepol), comemorou a aprovação do projeto e da atenção dos parlamentares com os trabalhadores da Segurança Pública. “Hoje o benefício maior é a reparação de uma injustiça que foi a exclusão dos delegados das correções inflacionárias desses últimos anos. Esta foi uma sinalização do governo Wilson Lima (PSC) e dos parlamentares de que estão apoiando a segurança pública e que apoiavam a nossa causa”, afirmou.

Peritos
Cerca de 60 peritos do Polícia Civil também ocuparam a galeria do plenário, com a reivindicação de serem incluídos no projeto de reajuste. Mas como a matéria foi aprovada sem emendas, apenas os delegados foram contemplados neste primeiro momento.

Durante a votação, o deputado estadual Wilker Barreto (PHS) comentou o projeto, pedindo aos colegas deputados a mesma atenção com os peritos presentes e também aos demais servidores do Estado, a exemplo dos professores.

A presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais do Amazonas, Viviany Pinto, comentou a aprovação, lamentando a exclusão da classe dos peritos. “Já entregamos ofícios na Casa Civil, mas nunca conseguimos nem dialogar com o Governo sobre o pagamento deste direito que é a data-base. Esta aprovação é um mérito dos delegados, mas infelizmente, mais uma vez, nós peritos fomos segregados dentro da Polícia Civil”, afirmou, lembrando que os peritos ficaram excluídos do pagamento escalonado para os servidores da Polícia Civil em 2014.

Segundo a presidente, uma Assembleia será feita com os peritos para discutir os próximos passos e, não havendo nenhuma sinalização de acordo por parte do Governo do Estado, uma paralisação pode ser feita.

*Com informações da Assessoria da Aleam


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Contato Termos de uso