Braga diz que promessa antecipada feita por Bolsonaro de vaga no STF deixará Moro exposto

Na avaliação do líder do MDB no Senado é “estranho” Bolsonaro ter antecipado a intenção de indicar Moro a mais de um ano do tempo para a nomeação.
15/05/2019 14h22 - Atualizado em 15/05/2019 16h24
Foto: Reprodução

Redação AM POST

O compromisso do presidente Jair Bolsonaro de indicar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para a próxima vaga do Supremo Tribunal Federal (STF) “abriu a guarda” para uma nova série de ataques a Moro no Congresso.

Na avaliação do líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), é “estranho” Bolsonaro ter antecipado a intenção de indicar Moro a mais de um ano do tempo para a nomeação.

“É fato que o anúncio desse compromisso com tanta antecipação o colocará exposto durante esse período”, afirmou o emedebista. “O que chama a atenção foi ele ter sido nomeado como ministro da Justiça diante de um compromisso anterior de ser ministro do Supremo”, emendou Eduardo.

A exposição, na opinião de Braga e outros parlamentares, ainda não desgastaria Moro a ponto de o ministro não ter votos suficientes no Senado para ser confirmado para a vaga.

O senador do Amazonas lembrou que nenhum nome foi recusado na Casa após a indicação de um presidente da República. “Ultimamente tudo tem acontecido pela primeira vez, mas não creio que seja o caso”, comentou o líder do MDB.

*Com informações do ESTADÃO CONTEÚDO


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso