Câmara dos Deputados cria Frente Parlamentar para defender Amazônia

A frente será presidida pelo deputado federal delegado Pablo Oliva (PSL).
15/05/2019 18h29 - Atualizado em 15/05/2019 18h40
Foto: Divulgação

Redação AM POST

Foi lançada nesta quarta-feira (15), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar em Defesa da Amazônia, que vai unir parlamentares dos oitos Estados que integram a Amazônia brasileira.

O lançamento reuniu políticos, empresários, jornalistas, representantes das Forças Armadas e ambientalistas, que reconhecem a importância da frente parlamentar na defesa de projetos e ações relacionados ao desenvolvimento econômico/social e a preservação ambiental.

A frente parlamentar será presidida pelo deputado federal do Amazonas, delegado Pablo Oliva (PSL), que busca unir parlamentares dos Estados do Amazonas, Pará, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Tocantins e Mato Grosso.

Com a união dos oito Estados que integram a Amazônia Brasileira, a Frente Parlamentar terá mobilização de 73 deputados, sem contar os demais parlamentares que manifestaram interesse em apoiar a defesa da Amazônia.

O deputado Pablo disse que a missão da frente parlamentar é lutar pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia, que contará com ações e apresentação de projetos de leis criados pelos deputados que integram o grupo.

“A redução das desigualdades sociais na região amazônica é um dos objetivos da frente parlamentar”, explicou Pablo. “Temos que levar melhoria de vida às famílias que vivem na Amazônia, sem deixar de lado a preservação ambiental”, acrescentou.

A frente parlamentar permitirá a união de bancadas estaduais para enfrentar ameaças que atingem os Estados que integram a Amazônia. “São ameaças impostas por outros Estados que há décadas lutam para enfraquecer a Amazônia, como a proposta de redução de incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus”, afirmou o deputado.

Entre os convidados do evento estava o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales. Ele ressaltou que todas as ações criadas em defesa da Amazônia devem ser apoiadas. “O melhor mecanismo para proteger a Amazônia é investir no desenvolvimento, que gera recursos, empregos e uma vida digna para os moradores da região”, defendeu o ministro.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso