Desembargador nega direito de greve aos professores da rede estadual

Flávio Pascarelli rejeitou recurso do Sinteam contra decisão que ordenou a suspensão da paralisação.
15/05/2019 18h23 - Atualizado em 15/05/2019 18h23
Foto: Divulgação

Redação AM POST

O desembargador Flávio Pascarelli, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), manteve decisão que negou o direito de greve aos professores da rede estadual de Ensino.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) apresentou mandado de segurança, no dia 22 de abril para ter direito de manter a paralisação e contra a decisão do desembargador Elci Simões, que ordenou a suspensão da greve e aplicou multa diária de R$ 40 mil.

Para Flávio Pascarelli a decisão de seu colega desembargador não é “abusiva, tampouco ilegal”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso