Eduardo Braga revela que MDB votará no Senado para tirar Coaf das mãos de Sérgio Moro

O texto deve ser votado pelo plenário do Senado na próxima terça-feira, 28.
25/05/2019 20h32 - Atualizado em 26/05/2019 17h56
Foto: Reprodução

O líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), anunciou que o partido votará para tirar o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, gerenciado pelo ministro Sérgio Moro, mantendo a votação da Câmara dos deputados na medida provisória da reforma administrativa. O texto deve ser votado pelo plenário do Senado na próxima terça-feira, 28.

“Nós vamos deixar como está até porque a MP, se voltar para a Câmara, cai”, disse Eduardo Braga ao Estadão. O MDB tem 13 senadores, a maior bancada da Casa. Se o Senado fizer alguma alteração no texto que os deputados aprovaram, o item que foi modificado volta para análise na Câmara.

A Medida Provisória tem de ser votada até o dia 3 de junho para não perder a validade e obrigar o governo do presidente Jair Bolsonaro a recriar ministérios.

No entendimento de alguns parlamentares, a retirada do COAF de Sérgio Moro, pode dificultar o combate à corrupção, já que apoiadores de Moro apostam na atuação do ministro nesse sentido e acreditam que o Conselho tem importante papel na apuração de atos ilegais envolvendo políticos.

Fonte: Estadão


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso