Hospital João Lúcio recebe pequenos reparos no piso, paredes, portas e banheiros

Na primeira etapa, estão sendo feitos reparos de todo o terceiro andar do hospital, que comporta 40 leitos neurocirúrgicos.
07/06/2019 15h30 - Atualizado em 8/06/2019 17h02

Foto: Reprodução


Redação AM POST

O Hospital e Pronto-socorro João Lúcio Machado, na zona leste de Manaus está recebendo obras de reparos para melhorar o atendimento aos usuários. Os serviços fazem parte do plano do Governo do Amazonas de recuperação da unidade que possui 277 leitos.

Um dos maiores prontos-socorros do Amazonas, o hospital é referência entre as unidades da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) na realização de microcirurgias intracranianas para a retirada de tumores no cérebro. Atende 290 pacientes por dia, 8,7 mil/mês, dentre os quais, traumatismo de crânio, infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A meta, conforme explicou o diretor da unidade, Silvio Romano, é fazer reparos menos complexos no piso, paredes, portas e banheiros, com otimização de recursos, que proporcionam maior funcionalidade aos espaços, além de aumentar o acolhimento dos pacientes. Na primeira etapa, estão sendo feitos reparos de todo o terceiro andar do hospital, que comporta 40 leitos neurocirúrgicos. Mas o diretor esclarece que todas as enfermarias, com 277 leitos, receberão melhorias.

Silvio Romano, que assumiu a unidade há pouco mais de um mês, afirma que todo o orçamento do hospital está sendo baseado em uma gestão responsável, que classifica como “orçamento doméstico”. Segundo ele, o gerenciamento e conscientização do bom uso dos recursos públicos fazem com que o dinheiro seja mais bem aplicado.

“Não tem dinheiro para fazer grande reforma, neste momento, até porque não foi previsto no orçamento ano passado, mas eu recebo um orçamento de R$ 45 mil para manutenção mensal e este recurso vem sendo usado para melhoramos os ambientes. A ideia é fazer a recuperação das enfermarias utilizando o menor recurso possível e colocá-la em condições de ser bem utilizada, oferecendo um conforto maior”, disse o diretor sobre a gestão responsável.

Nas imagens de antes e depois das obras, é possível ter a dimensão da melhoria. O gestor lembrou que a equipe está fazendo a reestruturação da rede de ar-condicionado, para solucionar os vazamentos nas enfermarias. Além disso, a troca dos pisos e dos revestimentos nos banheiros, e a pintura, dão uma nova cara ao ambiente.

“Não estamos retirando todo o piso, somente o que está danificado. Mas estamos, inclusive, fazendo um desenho nas salas, trocando somente o necessário. A pintura está sendo renovada, trocando a cor azul da enfermaria, por cor-de-rosa que é uma cor mais suave e mais clara”, detalhou o diretor.

De acordo com Silvio Romano, uma dificuldade dos pacientes nos banheiros foi atendida nas obras de reparo. Agora as torneiras terão alavanca, que facilita o acionamento da água.

“Recuperamos toda a parede do banheiro, por exemplo, com um revestimento mais barato, que combina inclusive com a pastilha do próprio hospital. Estamos fazendo uma enfermaria por semana, com esse orçamento eu consigo fazer quatro por mês, otimizando o recurso que eu tenho”, ressaltou o diretor.

Como as obras tem curta duração, o diretor afirma que ainda consegue remanejar poucos pacientes por vez, sem interferir no fluxo dos leitos das enfermarias.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso