Rodrigo Maia diz que Câmara deve derrubar decreto das armas de Bolsonaro

Segundo o presidente da Câmara, o decreto não é constitucional e por isso, não deverá ser aceito no congresso.
24/06/2019 12h39 - Atualizado em 24/06/2019 18h03

Foto: Reprodução


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira (24) que o decreto de armas, derrubado no Senado, também cairá entre os deputados. Para ele há pontos inconstitucionais que o Congresso não pode aceitar.

“Tudo aquilo que não seja constitucional não é nem correto que o Congresso aceite”, disparou Maia, que criticou na sexta-feira (21) o fato da agenda de Bolsonaro ser muito “voltada para nichos”.

O deputado, no entanto, considerou que há pontos que podem ser votados em forma de projeto de lei. “Depois da decisão do Senado de derrubar o decreto de armas, na minha opinião esse pode ser o caminho da Câmara ‘a derrubada’.

Mas nós entendemos sob a liderança dele ‘o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)’ que existem alguns pontos que são constitucionais e precisam ser tratados por lei”, afirmou.

Fonte: RevistaForum


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso