Banco da Amazônia completa 77 anos e prepara mostra cultural para valorizar servidores

A mostra integra o programa Revelando Talentos e busca valorizar os colaboradores que fazem parte da história do banco.
08/07/2019 15h15 - Atualizado em 8/07/2019 15h15
Foto: Reprodução

Redação AM POST –

Principal agente financeiro de desenvolvimento regional, o Banco da Amazônia completa 77 anos nesta terça-feira (09/07) e para marcar mais um ano de existência, a instituição programou a realização da I Mostra Cultural dos Empregados do banco, que ocorrerá às 18 horas, no Espaço Cultural da instituição, localizado no edifício-sede, no centro de Belém.

Com curadoria do artista plástico Emanuel Franco, a mostra “Uma poética interior” é composta de 21 obras, sendo 19 fotografias e duas pinturas elaboradas com a técnica de acrílico em caneta sobre tela e madeira. Com temas diversos, as obras trazem flagrantes de pura contemplação da natureza amazônica, da vida humana, da arquitetura histórica e das festividades locais.

Criada para dar reconhecimento os colaboradores do banco, a mostra integra o programa Revelando Talentos. “A exposição busca valorizar os nossos colaboradores, que fazem parte de tudo que construímos ao longo desses 77 anos, contribuindo para o avanço e o crescimento da região, cumprindo nossa missão, que é a de desenvolver uma Amazônia sustentável com crédito e soluções eficazes”, disse Valdecir Tose, presidente da Instituição.

FNO e Plano Safra 2019/2020
Com operações nos nove estados da Amazônia Legal e com um total de participação no crédito de fomento na região Norte de 63%, o Banco da Amazônia também está comemorando, neste ano, 30 anos de existência do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). Durante esse tempo, o FNO tem mostrado sua importância como um instrumento estratégico para a promoção do desenvolvimento econômico, social e ambiental da região.

Nessas três décadas, o Fundo aportou R$ 45,7 bilhões na economia regional, em 702.821 operações de crédito, recursos que contribuíram para a realização de sonhos, aumento da produtividade dos empreendimentos, geração de novos postos de trabalho, elevação da arrecadação tributária e melhoria da distribuição de emprego e renda na região Norte. Mais da metade dos valores do FNO foram destinados a segmentos de menor porte, como mini, micro e pequenos negócios, além do produtor rural e agricultor familiar.

Na semana passada, o banco anunciou recursos na ordem de R$ 4 bilhões para o Plano Safra 2019/2020, com taxas e condições de financiamento extremamente competitivas. Os valores disponíveis irão movimentar, ainda mais, o setor do agronegócio. Do total a ser aplicado, R$ 500 milhões são para o Programa Nacional de Agricultura Familiar (PRONAF) e o restante para o setor agropecuário. Os recursos atenderão do pequeno agricultor até o grande produtor rural.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso