Bolsonaro comemora aprovação da previdência: “Brasil está no caminho do emprego”

O presidente autorizou os líderes do governo e os quatro ministros que reassumiram os mandatos de deputados federais a negociarem.
11/07/2019 11h15 - Atualizado em 11/07/2019 19h24
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter para cumprimentar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do Democratas do Rio de Janeiro, pela aprovação, em 1° turno, da proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência. Bolsonaro escreveu que “o Brasil está cada vez mais próximo de entrar no caminho do emprego e da prosperidade”. O presidente acompanhou a sessão plenária do gabinete.

Apesar de a votação ter sido na Câmara, a quarta-feira foi bastante movimentada também no Palácio do Planalto, com negociações. Entre uma olhada e outra para a TV, Bolsonaro conversou com ministros e parlamentares por mensagens de celular e em reuniões no gabinete. Com a autorização do governo, as regras ficaram melhores para policiais federais e rodoviários federais.

Outra preocupação do Planalto era sobre os sistemas previdenciários de estados e municípios, que ficaram de fora do texto. Rêgo Barros disse que, nesse caso, Bolsonaro optou por não interferir.

O presidente Jair Bolsonaro autorizou os líderes do governo e os quatro ministros que reassumiram os mandatos de deputados federais a negociarem. De acordo com o porta-voz Otávio Rêgo Barros, o objetivo era garantir que a proposta de emenda à Constituição da Reforma da Previdência fosse, de fato, aprovada nessa quarta-feira. Uma das medidas foi a liberação de mais de R$ 1 bilhão em emendas parlamentares.

Sobre segurança pública, o Ministério da Justiça editou uma portaria que destina recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública para estados e para o Distrito Federal. As prioridades são as ações na região de fronteira e de combate à violência e à criminalidade.

O porta-voz acrescentou que o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça Sergio Moro comemoraram que a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o projeto de lei que criminaliza o caixa 2 eleitoral.

Fonte: Agência Brasil


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso