Moro diz que divulgação de mensagens para contestar Lava Jato é medo de criminosos em serem investigados

As conversas divulgadas pelo site The Intercept Brasil teriam acontecido quando Moro ainda atuava como juiz federal em Curitiba.
02/07/2019 15h35 - Atualizado em 3/07/2019 17h16
Foto: Reprodução

Redação AM POST

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, classificou como “tentativa criminosa” a divulgação de suposta troca de mensagens entre ele, quando era juiz da 13ª Vara Federal, em Curitiba, e o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato, Deltan Dellagnol. Ele está sendo ouvido na tarde desta terça-feira (2) em audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados para falar sobre o vazamento.

As conversas foram divulgadas pelo site The Intercept Brasil. Por causa delas, Moro tem sido alvo de críticas por sua conduta na Operação Lava Jato. No mês passado, ele prestou esclarecimentos sobre o caso no Senado.

Moro não reconhece a autenticidade das mensagens e diz ter sido vítima de um crime praticado por hackers. Ele diz não ver ilegalidades nos trechos divulgados até agora. No domingo, 30, atos em defesa de Moro aconteceram no País.

“A principal suspeita é de evitar o prosseguimento das investigações (…) São criminosos que receiam que as investigações cheguem até eles e se servindo de expediente para impedir que as investigações prossigam”, disse.

é ouvido mais uma vez na tarde desta terça-feira na Câmara dos Deputados sobre o conteúdo de troca de mensagens entre ele, quando era juiz da 13ª Vara Federal, em Curitiba, e o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato, Deltan Dellagnol. Aos parlamentares ele voltou a recitar o mantra que nega o conteúdo e dizer o texto pode ter siso adulterado. No entanto, Moro avançou nas críticas ao dizer que a divulgação do conteúdo é “tentativa criminosa”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso