Pela segunda vez consecutiva, lutador amazonense é bronze no Pan-Americano de Wrestling

O resultado alcançado pelo atleta, o mantém entre os melhores da América.
01/07/2019 19h02 - Atualizado em 1/07/2019 19h02
Foto: Divulgação

Redação AM POST –

Mais uma vez a luta olímpica do Amazonas é destaque internacional. Desta vez, o feito veio pelo atleta Helisson Bresson, de 17 anos, que disputou no último sábado (29/06), em Morélia, no México, o Pan-Americano de Wrestling Cadete 2019 e ganhou novamente a medalha de bronze na competição.

O lutador, que faz parte do Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara), administrado pela Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), participou do evento compondo a Seleção Brasileira da modalidade, na categoria até 48 quilos, estilo Livre.

“A luta olímpica é uma modalidade muito organizada e que alcança excelentes resultados, principalmente por trabalhar com atletas desde a base, como é o caso do Helisson, que vem de projetos sociais e desde muito cedo pratica o esporte. Meus parabéns a todos os envolvidos, especialmente ao Helisson, pois o treino, a dedicação e o foco, lhe deram esse ótimo resultado e que será um diferencial em sua trajetória”, parabenizou o secretário da Sejel, Caio André de Oliveira.

É o segundo ano consecutivo que Bresson chega ao Pan e conquista o terceiro lugar. Em 2019, ele se despede da categoria por conta do limite de idade, que é somente dos 15 aos 17 anos.

“Estou muito feliz. É um bronze com gosto de ouro. É a segunda vez que paro na semifinal, mas que trago medalha, que é um dos objetivos. Ano que vem vou disputar na categoria Júnior e eu tenho noção de que colhemos aquilo que plantamos, portanto, manterei o ritmo dos treinos para conquistar bons resultados nessa nova categoria”, afirmou.

Para o técnico do lutador, o amazonense Anderson Alves, que também estava comandando a Seleção Brasileira nesta competição, o atleta teve uma boa atuação, porém, a altitude incomodou um pouco.

“O Hellisson é um atleta forte e chegou bem na semifinal, porém, a altitude da cidade atrapalhou o desenvolvimento. Ele não conseguiu impor o ritmo da luta, mas deu bastante trabalho ao oponente. Agora é focar para as próximas competições e buscar obter resultados positivos”, ressaltou.

De acordo com o presidente da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva (Falle) Waldeci Silva, o resultado alcançado pelo atleta, o mantém entre os melhores da América.

“Foi um excelente resultado para o Brasil e para o Amazonas. Helisson continua a ser um nome de destaque entre os lutadores da América e precisamos continuar a fazer intercâmbios com esses atletas, pois eles ganham bastante experiência e, com isso, terão mais força para representar o Estado e a modalidade”, explicou.

Agradecimentos – Waldeci ainda agradeceu o apoio do Governo do Amazonas, que disse ter sido essencial para a conquista, e da instituição de Ensino do atleta.

“Agradeço ao Governo do Estado, que por meio da Sejel, sempre apoiou o crescimento da luta olímpica e permitiu que tivéssemos condições de estarmos sempre entre os medalhistas. Da mesma forma a faculdade Uninassau, que concedeu bolsa integral ao atleta, apoios estes que permitem a união entre educação e qualidade de vida por meio do esporte”, concluiu.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso