Presidente do PDT promete “atitude cirúrgica” contra Tabata e outros deputados que votaram a favor da reforma

Carlos Lupi disse que a Comissão de Ética da legenda irá abrir um procedimento contra a deputada e outros sete parlamentares que apoiaram o texto-base da Previdência.
11/07/2019 12h33 - Atualizado em 11/07/2019 19h24
Foto: Reprodução

O presidente do PDT, Carlos Lupi, confirmou que a Comissão de Ética da legenda irá abrir um procedimento contra a deputada Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram de forma favorável à aprovação da reforma da Previdência, desrespeitando a decisão que fechou questão contra as mudanças propostas pelo governo Jair Bolsonaro no sistema previdenciário.

“Ao mesmo tempo que não adianta ter deputado que não vota com o partido, também não vamos dar ao deputado a opção de poder mudar do partido sem ter nenhuma punição. Tudo isso nós estamos avaliando para ter uma atitude cirúrgica”, afirmou Lupi ao jornal Folha de S. Paulo.

Além de Tabata, os pedetistas Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Jesus Sérgio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e Subtenente Gonzaga (MG) também votaram a favor de reforma na sessão da Câmara que aprovou as mudanças nas regras previdenciárias, realizada nesta quarta-feira (10).

Fonte: Brasil247


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso