Prisão preventiva de tenente da PM acusado de matar colegas de farda é revogada

O tenente será submetido a júri popular e deve aguardar o procedimento em liberdade.
09/07/2019 18h09 - Atualizado em 10/07/2019 12h51

Foto: Reprodução


Redação AM POST –

O tenente da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), Joselito Pessoa Anselmo, acusado de matar dois colegas de farda e ferir outras duas pessoas no último dia 5 de janeiro, teve a prisão preventiva revogada pela Justiça do Amazonas nesta segunda-feira (8) e foi afastado da função pública de policiamento ostensivo.

A decisão foi do titular da 3ª Vara do Tribunal de Júri da Comarca de Manaus, juiz Mauro Antony, que levou em consideração a colaboração com a instrução processual.

Joselito será submetido a júri popular e deve aguardar o procedimento em liberdade. O tenente é acusado de matar a tiros dois colegas de farda, o sargento Edizandro Santos Louzada, de 40 anos, e o cabo Grasiano Monte Negreiros, 36, e deixar outras duas pessoas feridas após retornarem de uma festa na casa de show “Alambique”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso