Alessandra Campêlo promete comemorar cassação do vereador Walter Cuiú acusado de estupro

A Câmara de Eirunepé vai apreciar na próxima terça-feira (13) o pedido de cassação do parlamentar.
08/08/2019 17h54 - Atualizado em 8/08/2019 17h54

Foto: Divulgação


Redação AM POST –

A Câmara Municipal de Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus) vai apreciar na próxima terça-feira, dia 13, o pedido de cassação que pesa contra o vereador Walter Alexandre de Menezes (PSDB), suspeito de ter cometido um estupro na capital. A informação foi divulgada pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que ocupou a tribuna na sessão desta quinta-feira (8), para informar sobre a situação do parlamentar.

O caso “Walter Cuiú”, como o vereador é mais conhecido na cidade, veio à tona no mês de abril. Ele teria mantido relações com uma jovem supostamente dopada num motel da capital amazonense. O vídeo vazou num grupo de Whatsapp e chegou à imprensa, dominando posteriormente o noticiário local e nacional.

“O pedido de cassação do vereador Walter já passou por unanimidade na comissão processante e agora o pedido será levado ao plenário. Na terça-feira, se Deus quiser e se os vereadores forem justos, nós vamos comemorar aqui a cassação desse homem”, disse Alessandra.

Funcionamento dos serviços públicos é responsabilidade de todos
Ainda no pronunciamento de hoje Alessandra defendeu que todas as categorias de servidores públicos sejam responsáveis com a população e mantenham os serviços públicos em funcionamento, principalmente nas áreas essenciais, como segurança pública, saúde e educação.

“Nós já vivemos uma situação de insegurança muito grande no País e nosso Estado. Foram cinco anos de desmandos na saúde, na educação, na segurança pública. Temos que ser responsáveis, o movimento social tem quer responsável com a população porque os servidores públicos também fazem parte da população, obviamente, e as suas famílias estão sendo aterrorizadas por alguns poucos”, comentou Alessandra.

A deputada tem vestido a camisa da gestão do governador Wilson Lima mesmo não tendo oficialmente o título de líder do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). Ela enfatizou que o Governo está fazendo a sua parte para adequar as contas à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e à recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), sobre os limites de gastos com a folha de pagamento. Alessandra acredita que a arrecadação vai melhorar e que as conquistas dos trabalhadores serão mantidas.

“O servidor público entende o que está acontecendo, o servidor público quer seu salário em dia, o servidor público quer a sua data-base e quase todas as categorias receberam data-base. O servidor público quer que não aconteça aqui o que aconteceu no Rio Grande do Sul, no Paraná, no Rio de Janeiro, onde ainda estão parcelando os salários atrasados do ano passado”, argumentou Alessandra.

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso