Plano de Ação da Susam garante normalidade em unidades hospitalares após paralisação parcial de cirurgiões

O primeiro balanço da Secretaria mostra que os serviços estão funcionando dentro da normalidade para a rotina comum dessas unidades no fim de semana.
04/08/2019 13h17 - Atualizado em 5/08/2019 13h36
Foto: Reprodução

Redação AM POST

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) montou um plano de ação para as unidades de urgência e emergência da capital, de forma a minimizar os impactos da paralisação parcial iniciada na noite de sábado (3/8) pelos cirurgiões gerais do Instituto de Cirurgiões do Estado do Amazonas (Icea) e, assim, garantir atendimento pleno à população. Prontos-Socorros, Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) estão trabalhando integrados com a Gerência de Urgência e Emergência da Susam, com o Serviço Móvel de Urgência (Samu), o sistema de regulação hospitalar e a direção das unidades para remanejamento de pacientes, caso haja necessidade.

Em nota à imprensa, a Susam lamentou pela decisão do Icea de paralisar parcialmente os serviços, pelos riscos causados à população. “Estamos com toda a nossa força de trabalho atuando para monitorar e minimizar os impactos e evitar riscos maiores. Esperamos que tudo possa ser normalizado o mais breve possível”, disse o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias.

O primeiro balanço da Susam mostra que os serviços estão funcionando dentro da normalidade para a rotina comum dessas unidades no fim de semana. Não há paralisação nos prontos-socorros 28 de Agosto, na zona centro-sul, João Lucio Machado e Platão Araújo, na zona leste.

Também há atendimento normal no Pronto-Socorro da Zona Norte Delphina Aziz e na UPA Campos Sales, no Tarumã, zona Oeste, e UPA José Rodrigues, na Cidade Nova, zona norte. Nos prontos-socorros infantis da Zona Oeste, da Zona Leste e da Zona Sul e em todas as maternidades os serviços funcionam normalmente.

Balanço – Apenas os SPAs, onde os atendimentos de cirurgia geral são de menor complexidade, estão sem cirurgiões e os plantonistas foram remanejados pelo Icea para os prontos-socorros maiores. O 28 de Agosto e João Lucio Machado estão com seis cirurgiões no plantão deste domingo (4/8) e o Platão Araújo com nove, conforme levantou a Susam.

O plano de ação montado pela Susam para atender as demandas dos SPAs distribui os atendimentos nos três prontos-socorros, conforme a zona da cidade. O 28 de Agosto é referência para as demandas de casos graves do SPA da Alvorada, do São Raimundo e do Joventina Dias. Pacientes dos três SPAs, sem gravidade, mas que precisam de intervenção do cirurgião, devem ser remanejados para a UPA Campos Sales.

O Platão Araújo é referência para casos graves dos SPA Danilo Correa, Elyameme Mady e José Lins e a UPA José Rodrigues recebe os casos sem gravidade. O João Lucio Machado é referência para o SPA da Zona Sul, do Coroado e Chapot Prevost.

O Samu foi orientado pela Susam a não encaminhar pacientes para SPA e as demandas espontâneas que precisem de cirurgia geral estão sendo transferidas pelo serviço de regulação hospitalar para os prontos-socorros maiores.

A Susam está monitorando os casos de desassistência, que porventura ocorram nas unidades, em razão de falta de cirurgiões, para que sejam tomadas as providências contratuais cabíveis.

Todo e qualquer registro de desassistência será comunicada ao Ministério Público Estadual para adoção das medidas judiciais cabíveis.

* Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso