Prefeito de Coari diz que reportagem do Câmera Record faltou com a verdade

Em nota, Adail Filho, afirmou que repudia qualquer ato de corrupção e que tomará as medidas cabíveis em razão das acusações.
12/08/2019 19h55 - Atualizado em 13/08/2019 13h53
Foto: Reprodução

Redação AM POST

A administração do prefeito de Coari, Adail Filho, foi tema de uma reportagem especial exibida, neste domingo (11), no programa ‘Câmera Record’, da TV Record, que falou de esquema de corrupção no município, distante a 362.44 quilômetro de Manaus. Após grande repercussão do material jornalístico apresentado nacionalmente, Adail Filho divulgou nota pública em suas redes sociais rebatendo o conteúdo.

No texto o prefeito afirmou que repudia qualquer ato de corrupção e que tomará as medidas cabíveis em razão das acusações do programa que ele classificou como infundadas.

“[O prefeito] tomará as medidas cabíveis em razão de tais infundadas acusações. […] As informações contidas na matéria faltam com a verdade dos fatos, muitas são requentadas e já judicializas”, diz trecho da nota.

Escândalos
A reportagem fala entre outras coisas da acusação contra o prefeito de desvio de dinheiro público para seus amigos, pagamento de ‘mensalinho’ no valor de R$ 10 mil a cada vereador, para controlar todas as decisões da Câmara de Coari. Quatro parlamentares confirmam a propina, e acusam o presidente da casa, Keitton Pinheiro, primo do prefeito de comandar o esquema.

Além disso também foi mostrado como a população de Coari é carente de recursos básicos para uma vida digna no município que tem a segunda maior arrecadação do Amazonas e só no ano de 2018, recebeu R$ 76 milhões de royalties do petróleo.

Cerca de três mil páginas de processos e documentos com denúncias que envolvem a prefeitura do município foram analisadas pela equipe do programa.

O pai de Adail Filho, o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, foi condenado a 57 anos e cinco meses de prisão. Ele foi preso durante a “Operação Vorax” da Policia Federal.

Leia nota na íntegra

Veja parte da reportagem:


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso