Projeto que ensina uma nova profissão aos presos do AM, já trouxe R$ 317 mil de economia para o Estado

O Transformar está concorrendo ao prêmio Innovare, uma distinção que busca reconhecer, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil.
30/08/2019 14h49 - Atualizado em 31/08/2019 17h44

Foto: Divulgação


Redação AM POST –

Com o certificado de conclusão do cursos de Instalação e Manutenção de Condicionadores de Ar em mãos, José*, apenado do regime semiaberto, já pode começar no novo emprego. Ele é um dos 24 apenados que fizeram parte do Projeto Transformar, uma parceria entre as secretarias de Estado de Administração e Gestão (Sead) e de Administração Penitenciária (Seap) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). O projeto, que ensina uma nova profissão aos apenados, também trouxe uma economia de mais de R$ 317 mil ao Governo do Amazonas por meio da recuperação de equipamentos que foram consertados.

“Eu dependia desse certificado para apresentar a uma empresa onde tem uma vaga de emprego pra mim. Agora é vida nova, é hora de recomeçar. Agradeço aos meu colegas de turma do projeto pelo incentivo”, disse José* após a cerimônia de conclusão de curso nesta sexta-feira (30/08). Foram 160 horas de aulas teóricas e técnicas.

Para a secretária da Sead, Inês Carolina Simonetti, o projeto tem uma contribuição social e econômica para o Estado e, também, ambiental. “Social porque vidas são resgatadas. Esses homens passam a ter uma nova oportunidade, uma mudança de conduta. Econômica porque já recuperou 231 bens como condicionares de ar, bebedouros e freezers. Número que representa mais de R$ 317 mil que o Governo do Estado deixou de gastar com manutenção. E, ambiental, porque esses equipamentos deixam de ser descartados, ganham sobrevida”, disse a secretária.

“Essa é uma oportunidade dos senhores trabalharem de forma autônoma. Já estou sabendo que estão montando uma empresa. Trabalhem e ganhem dinheiro para sustentar a vida de vocês. Agora é hora de recomeçar”, declarou, durante a cerimônia, o secretário-executivo adjunto da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), tenente-coronel André Luiz Barros Gioia.

Triple Bottom Line
O projeto está formulado dentro do conceito do Triple Bottom Line, ou tripé da sustentabilidade. O tripé envolve economia, meio ambiente e responsabilidade social. Não foi por acaso que o projeto foi referenciado como boa prática pela Agenda Ambiental da Administração Pública, projeto do Ministério do Meio Ambiente, em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Prêmio Innovare
O Transformar está concorrendo ao prêmio Innovare, uma distinção que busca reconhecer, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. Consultores visitam cada uma das práticas selecionadas, recolhendo informações sobre os trabalhos. Essa etapa comprova a existência das práticas inscritas, sua eficácia e a forma como funcionam. Outros 13 projetos do Amazonas também concorrem.

Após visitar a prática, o consultor prepara um relatório completo com as informações que coletou. O material é anexado ao formulário preenchido pelos autores e entregue à Comissão Julgadora.

* Nome fictício para resguardar a identidade do entrevistado

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso