Youtuber ‘Vina Guerrero’ se diz arrependido após pedir morte de Bolsonaro

Ele declarou que teve um dia ruim quando gravou o vídeo e que ficou “indignado” com o presidente por sua fala sobre o pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.
13/08/2019 11h17 - Atualizado em 13/08/2019 11h20

Foto: Reprodução


O youtuber Vinicius Guerreiro, o Vina Guerrero, de 37 anos, revelou que esta arrependido de ter pedido o assassinato do presidente Jair Bolsonaro e de sua família. Em entrevista divulgada nesta terça-feira (13) pelo Estadão, ele afirmou que nunca teve a intenção de “fazer uma violência dessas”.

Vina declarou que teve um dia ruim quando gravou o vídeo e que ficou “indignado” com o presidente por sua fala sobre o pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

– Eu já estava meio cansado, quando eu me deparei com a pobreza e ouvi essa fala do presidente, fiquei muito indignado. Todo dia é uma fala nesse sentido, o presidente ofendendo alguém, ofendendo a memória de alguém, ofendendo a história, eu realmente perdi a linha – relatou.

Ele também afirmou que se afastou do PDT, partido ao qual é filiado, após a repercussão do caso. Vinicius se tornou alvo de inquérito da Polícia Federal a pedido do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Apesar de se declarar “arrependido” e “com medo”, afirmou que irá à polícia esclarecer o caso se for chamado. Ele também justificou seu “excesso”, como descreveu, como “um grito de ‘chega’”.

– De fato não sou muito simpático ao Bolsonaro, mas se ele fizesse um bom governo eu não teria porque falar contra ele da forma como falei – criticou.

Fonte: Pleno.News


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso