Assembleia Legislativa torna Durango Duarte Cidadão do Amazonas

Emocionado, o empresário agradeceu o acolhimento dos 24 deputados que aprovaram o Projeto de Lei, que autorizou a concessão.
20/09/2019 19h24 - Atualizado em 20/09/2019 19h24

Foto: Divulgação


Redação AM POST*

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, entregou na manhã desta sexta-feira (20), o Título de Cidadão do Amazonas ao analista político, escritor e empresário na área de Marketing e Comunicação, Durango Martins Duarte.

Com o plenário Ruy Araújo lotado de familiares, amigos e figuras políticas, Josué Neto ressaltou a trajetória de Durango e sua participação efetiva na construção social e política do Estado.

“É um daqueles cidadãos que enxerga o mundo como uma casa única para se viver e compreende essa casa como morada de todos, aonde se enraíza, participa, age, constrói e ajuda a crescer”, discursou Josué Neto.

O parlamentar lembrou que a concessão da honraria é reconhecimento ao trabalho de homens e mulheres que deixaram suas cidades de origem, e escolheram o Amazonas para constituir suas famílias e trabalhar, executando atividades que contribuem com o progresso da comunidade.

Emocionado, Durango Duarte agradeceu o acolhimento dos 24 deputados que aprovaram o Projeto de Lei (PL), que autorizou a concessão do Título. Ele lembrou a chegada da sua família em Manaus, sua infância, adolescência e trajetória profissional.

“O pouco que faço é irrelevante comparado com o que muitos já fizeram, mas isso é uma dívida que tenho com o Amazonas. E eu vou até os últimos dias da minha vida manter o objetivo, que é registrar a história da minha cidade e do meu Estado”, pontuou Durango Duarte.

Participaram da solenidade: O senador Omar Aziz (PSD), o vice-governador Carlos Almeida (PRTB), os deputados federais Sidney Leite (PSD) e Capitão Alberto Neto (PSL), os vereadores de Manaus, Chico Preto (PMN) e Hiram Nicolau (PSD), além do ouvidor geral do Tribunal de Contas do Estado, Érico Xavier Desterro e Silva, e o vice-reitor da Universidade Federal do Amazonas, Professor Doutor Jacob Moysés Cohen.

Biografia
Durango Duarte nasceu em Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, e veio para Manaus ainda jovem. É empresário de comunicação e marketing e atualmente tem realizado um importante trabalho de regaste da história da capital do Amazonas, com publicações em seu blog onde é possível acessar artigos, estudos e análises relativas aos fatos históricos envolvendo a cidade de Manaus.

Em 1990, começou a desempenhar um trabalho embrionário de pesquisas de opinião pública, em parceria com os professores do departamento de estatística da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), e, concomitantemente, desenvolveu a primeira apuração paralela ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas. Ressalte-se que naquela época a contagem dos votos demorava mais de vinte dias para ser finalizada. Mesmo assim, Durango antecipou o resultado da eleição de governador menos de sete dias após o pleito, projeto realizado com o jornalista Umberto Calderaro Filho, fundador da Rede Calderaro de Comunicação.

O trabalho de pesquisa informal continuou até a eleição de 1992, pois em 13 de julho do ano seguinte, Durango fundou a perspectiva tecnologia da informação que se notabilizou por ser a única empresa de pesquisa a acertar todos os resultados eleitorais no estado do Amazonas. Além das pesquisas eleitorais, a perspectiva, que depois passou a adotar a denominação #pesquisa365 informações inteligentes, já desenvolveu mais de mil projetos de pesquisa de opinião e de mercado, com destaque para o top of mind, que apresentava as marcas e produtos mais presentes na mente do consumidor amazonense e cuja última edição ocorreu em 2013.

Em 2005, o pesquisador lançou sua primeira obra literária intitulada “Informação é tudo”, um livro técnico sobre a sucessão municipal de 2004 em Manaus. E foi através dos livros que Durango deu início a um processo de valorização da história da cidade que o acolheu, um hobby que acabou se tornando uma missão: recuperar e preservar a memória da capital amazonense.

Obras publicadas
Durango ainda editou e publicou as seguintes obras: Caso Delmo: o crime mais famoso de Manaus (2011), 343 Manaus (2012), 61 dias em 1964 – 50 anos do golpe militar (2014), um historiador, alguns fatos inéditos e muitas histórias: uma homenagem a João Batista de Faria e Sousa (2014), DD Charges (2014), Crônica de Manaus (2017) e José Osterne de Figueiredo: um grande azarado ou um assassino em série? (2017).

*Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso