Cunhado de Ana Hickmann será julgado por homicídio nesta terça-feira em BH

Gustavo é acusado de matar um homem armado que invadiu o quarto de hotel onde ele, a ex-esposa e Ana estavam hospedados na Capital em 2016.
10/09/2019 09h47 - Atualizado em 10/09/2019 09h47

Foto: Reprodução


O cunhado da apresentadora Ana Hickmann, Gustavo Corrêa, vai ser julgado na tarde desta terça-feira (10), no Fórum Lafayette, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Gustavo é acusado de matar um homem armado que invadiu o quarto de hotel onde ele, a ex-esposa e Ana estavam hospedados na Capital em 2016. Na ocasião, o invasor ameaçava matar a apresentadora, quando Corrêa partiu pra cima dele, pegou a arma e disparou três tiros contra o suspeito.

Em abril de 2018, a juíza Âmalin Azis Sant’Ana, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais entendeu o caso como legítima defesa e absolveu Gustavo. Mas o Ministério Público de Minas Gerais recorreu, pois acredita em homicídio doloso, pelo fato dos três tiros terem sido na nuca do invasor.

Por meio de seu perfil no Instagram, Ana Hickmann se manifestou sobre o julgamento desta terça. “Mais uma vez temos que reviver a dor e a tortura que passamos naquele quarto de hotel, este pesadelo parece que não tem fim. Já choramos muito. O sofrimento não tem fim. O Gustavo foi um herói , nos salvou”, desabafou a apresentadora.

View this post on Instagram

Hoje estou aqui para pedir para todos rezarem pela minha família, rezarem pelo Gustavo. Mais uma vez enfrentamos a justiça. Precisamos de força. A fé é o que nos acalma e da força. Mais uma vez temos que reviver a dor e a tortura que passamos naquele quarto de hotel, este pesadelo parece que não tem fim. Já choramos muito. O sofrimento não tem fim. O Gustavo foi um herói , nos salvou. Foi Deus quem deu coragem à Gustavo para enfrentar aquele psicopata armado , que atirou contra a minha cabeça, que acabou acertando Giovana , ele que estava pronto para tirar a vida de todos que estavam naquele quarto. O Gustavo já foi julgado e a Juíza de Minas Gerais absolveu meu irmão, legítima defesa. E agora ele está de volta para se defender .O Tribunal de Justiça de Minas Gerais irá julgar o recurso da Juíza que absolveu Gustavo. Não somos diferentes de ninguém. Respondemos a justiça igual a todo mundo. Mas não é possível que alguém que livrou a família de ser morta , ainda tenha que passar por isso. Todos devemos ter o direito de defender a própria vida e daqueles que amamos. Deus ilumine o Gustavo e o nosso advogado Dr Fernando José da Costa @gutoghbc @fernandojosedacostaadvogados #familia #fé

A post shared by Ana Hickmann 🅰️➕ (@ahickmann) on

Fonte: BHAZ


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso