Em cinco dias, Detran fiscaliza 1.143 veículos e flagra 22 motoristas alcoolizados em Manaus

O objetivo da ação foi o de promover a ordem e bem-estar social no trânsito, além de inibir infrações penais.
21/10/2019 10h39 - Atualizado em 21/10/2019 19h18

Foto: Divulgação


Redação AM POST

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) flagrou, entre quarta-feira (23/10) e o domingo (20/10), 22 motoristas dirigindo sob efeito de álcool em Manaus. As fiscalizações, nas quais 1.143 veículos foram abordados, ocorreram por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) e em parceria com a Polícia Civil e o Batalhão de Trânsito (BPTran).

As fiscalizações da operação Lei seca foram realizadas em diversos bairros da cidade, como o Japiim, Zumbi, Coroado, Nossa Senhora das Graças (Conjunto Vieiralves), Planalto, Tarumã e Ponta Negra. Durante as ações, 197 testes de alcoolemia (bafômetro) foram realizados, além de 196 autos de infração emitidos.

Os agentes de trânsito recolheram 19 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e 27 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLVs), e removeram 47 veículos, sendo 13 carros e 34 motocicletas. Os veículos recolhidos foram conduzidos para o Parqueamento do Detran-AM, localizado no bairro Planalto, zona centro-oeste de Manaus, até que os proprietários regularizem as pendências.

O objetivo da ação foi o de promover a ordem e bem-estar social no trânsito, além de inibir infrações penais. A ação integrada faz parte da estratégia do Sistema de Segurança Pública do Governo do Amazonas para a redução dos índices de criminalidade e ocorrências no trânsito.

Lei Seca – De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a penalidade para quem dirige embriagado é de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Se o condutor cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multa será dobrado. A Lei Seca não permite a direção de veículos sob efeito de qualquer quantidade de bebida alcoólica ingerida pelo condutor. Caso o índice seja de 0,34 mg/L, além da prisão em flagrante, o motorista recebe uma infração de trânsito gravíssima.

* Com informações da Assessoria de Imprensa


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso