• Moro venceria Lula e Bolsonaro nas eleições 2022, diz pesquisa da FSB

    O ex-presidente petista continua o personagem mais forte da esquerda mas sem força para concorrer com Moro, conforme o levantamento.
    18/10/2019 19h52 - Atualizado em 18/10/2019 20h00

    Foto: Reprodução


    Redação AM POST*

    O ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), seria derrotado pelo ministro da justiça, Sergio Moro, numa eventual disputa pela Presidência da República, foi o que mostrou nesta sexta-feira (18/10) pesquisa da revista Veja em parceria com a FSB, que testa a força atual dos principais nomes cotados para a disputa, mesmo que as próximas eleições presidenciais só ocorram daqui a três anos.

    Nomes da direita, como o presidente Jair Bolsonaro e Sergio Moro, apresentam bons números. No campo da esquerda, o ex-presidente, Lula, continua o personagem mais forte mas sem chances para concorrer com Moro.

    Além de cenários de primeiro turno a pesquisa testou ainda diversas versões de segundo turno, em alguns dos quais incluiu Lula. Esses cenários apontam Moro como o mais popular (é o único a vencer Bolsonaro) e Lula como um nome mais forte que o de Haddad.

    Lula não pode disputar as próximas eleições por causa da Lei da Ficha Limpa, pois foi condenado em 2ª instância pelo cado do triplex do Guarujá. Porém, a ação do petista no Supremo Tribunal Federal – STF pedindo a anulação do processo por falta de imparcialidade do ex-juiz do caso Sérgio Moro ganhou força depois dos vazamentos de conversas feitas pelo site The Intercept Brasil.

    Caso Lula consiga anular sua condenação e sair da prisão, o petista poderá entrar na corrida pela presidência em 2022.

    Veja abaixo as projeções para o segundo turno:
    Bolsonaro 46%
    Lula 38%

    Bolsonaro 46%
    Doria 26%

    Bolsonaro 43%
    Huck 39%

    Bolsonaro 47%
    Haddad 34%

    Huck 40%
    Haddad 29%

    Moro 38%
    Bolsonaro 34%

    Moro 50%
    Lula 37%

    Moro 49%
    Huck 32%

    Moro 52%
    Haddad 31%

    VEJA PESQUISA COMPLETA AQUI


    *** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


    Facebook

    Economia

    Contato Termos de uso