Policial preso por envolvimento no caso Flávio é exonerado de cargo na Casa Militar de Manaus

A exoneração do PM foi divulgada no Diário Oficial do Município.
17/10/2019 19h47 - Atualizado em 17/10/2019 19h54

Foto: Reprodução


Redação AM POST

O policial militar, Elizeu da Paz de Souza, que era funcionário da Prefeitura de Manaus foi exonerado do quadro de servidores da Casa Militar nesta quarta-feira (16).

Elizeu é um dos suspeitos no homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 42 anos, que foi encontrado morto na tarde do dia 30 de setembro em um terreno no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, horas depois de estar no condomínio Passaredo, no bairro Ponta Negra, na casa de Alejandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, Elisabeth Valeiko.

A exoneração do PM foi divulgada na edição desta quarta-feira (16) do Diário Oficial do Município (DOM). Em nota, a Prefeitura de Manaus afirma que a “medida atende ao relatório preliminar da Comissão de Sindicância, que aponta quebra da confiança exigida ao cargo”.

O PM foi flagrado por câmeras de segurança entrando no condomínio na noite do dia 29 de setembro. Ele estava dirigindo um carro alugado da Prefeitura e ao seu lado estava Mayc Vinicius Teixeira, único suspeito que confessou o crime. A polícia investiga se Elizeu chegou no condomínio antes ou depois de o engenheiro Flávio Rodrigues ser assassinado.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso