Técnico Tite lamenta desempenho e diz que Seleção “jogou e competiu menos do que pode”

O treinador disse que o volume de jogo criado pela Seleção na etapa final foi merecedor de elogios, mesmo que o empate em 1 a 1 com a Nigéria não tenha sido um placar bom.
13/10/2019 13h39 - Atualizado em 14/10/2019 14h10

Foto: Reprodução


Em coletiva de imprensa com poucas explicações a respeito do quarto jogo sem vitória do Brasil, após empate deste domingo, com a Nigéria, por 1 a 1, em Singapura, o técnico Tite disse que gostou da segunda etapa do time brasileiro. Nos 45 minutos finais, Casemiro marcou um gol e diversas chances foram criadas.

– O resultado foi insuficiente. Em matéria de resultado, a Seleção brasileira sempre quer vencer e busca vencer. Mas, principalmente no segundo tempo, tivemos um grande desempenho. Tivemos posse de bola e criatividade. Não adianta ter posse de bola sem criar, mas criamos. Faltou efetividade para fazer o gol – disse Tite, em entrevista coletiva após o jogo.

Questionado se considerava efetivamente “grande” o desempenho da Seleção na segunda etapa, Tite retificou a resposta:

– Bom desempenho, se tivesse vencido teria sido grande desempenho. Você está correto – respondeu a jornalistas na coletiva de imprensa. – Houve jogos com menos chances de gols e que vencemos. Mas não quero desvalorizar o segundo tempo que a gente fez.

Outro ponto positivo que o treinador destacou foi a atuação de Renan Lodi. Estreante como titular na Seleção, o lateral-esquerdo do Atletico de Madrid participou de diversas movimentações ofensivas e sempre tentava aparecer como opção pela esquerda. Na segunda etapa, chegou a colocar Coutinho na cara do gol, mas o chute do meia foi desviado quase que em cima da linha pela defesa da Nigéria.

– Eu sei que tenho a pressão do resultado, mas só se consegue fazer jogos preparatórios, não amistosos, se você deixar o campo falar. Por exemplo, o Lodi jogou muito. Jogou muito. Então tivemos a possibilidade de ter um jogador mais agressivo pelos lados e ter mais um no hall de jogadores da equipe.

Depois da conquista da Copa América, a Seleção engatou uma sequência de quatro jogos sem vencer: empate com Colômbia, Senegal e Nigéria, além de uma derrota para o Peru. Mesmo que as partidas sejam todas amistosas, o clima entre os jogadores e comissão técnica é de que a equipe precisa reencontrar logo o caminho das vitórias.

Marquinhos chegou até a afirmar que o time precisa achar o mais rápido possível seu padrão de jogo. A oportunidade para virar a chave acontecerá no mês que vem, quando o escrete canarinho enfrentará a Argentina, no dia 15, e Coreia do Sul, no dia 19, em duelos amistosos. O confronto com os hermanos será em Riad, na Arábia Saudita. Já o jogo com os coreanos será em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Fonte: G1


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso