Bolsonaro sobre política cubana: “Aquilo não é uma democracia, é uma ditadura”

O presidente também reforçou a nova posição política adotada pelo país com a chegada de seu governo.
08/11/2019 08h55 - Atualizado em 8/11/2019 08h55

Foto: Reprodução


Durante a tradicional live realizada através do Facebook nesta quinta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro comentou o voto do Brasil pela continuidade do embargo contra Cuba. Na ocasião, o presidente afirmou que conversou com o ministro das Relações Exteriores sobre o posicionamento histórico do país.

– Conversei com o Ernesto Araújo e pela primeira vez o Brasil acompanha os Estados Unidos na questão do embargo para Cuba. Aquilo não é uma democracia, é uma ditadura, tem que ser tratada como tal – declarou.

O voto desta quinta foi histórico por ser o primeiro posicionamento brasileiro contra a resolução da Organização das Nações Unidas que condena o embargo a Cuba. A votação foi criada em 1992.

Na transmissão, o presidente também reforçou a nova posição política adotada pelo país com a chegada de seu governo.

– E assim o Brasil vai mudando sua posição para centro-direita. O meu governo é o mais democrático de que tenho conhecimento ao longo dos últimos anos – apontou.

Pleno.News


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso