“Não respondo a criminosos, presos ou soltos”, diz Moro após ser cobrado a rebater ataques de Lula

O petista fez um discurso de forte ataque à Lava Jato e a Moro após sair da prisão.
09/11/2019 16h50 - Atualizado em 10/11/2019 14h20

Foto: Reprodução


Redação AM POST

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sem citar nomes disse no Twitter que não responde criminosos, presos ou soltos, fazendo clara referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que conseguiu liberdade ontem (8) após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que mudou o entendimento sobre prisão depois de condenação em segunda instância.

Em discurso que na tarde deste sábado (9), em São Bernardo do Campo, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o petista fez um discurso de forte ataque à Lava Jato e a Moro, que foi chamado de ‘canalha’.

“Eu tomei a decisão de ir lá pra Polícia Federal, eu poderia ter ido a uma embaixada, eu poderia ter tudo em um outro país, mas eu tomei a decisão de ir lá, porque eu preciso provar que o juiz Moro não era juiz, era um canalha que estava me julgando”, disse Lula em discurso em São Bernardo.

O ministro foi cobrado nas redes sociais a rebater as palavras do ex-presidente e disse que algumas pessoas só merecem ser ignoradas.

“Aos que me pedem respostas a ofensas, esclareço: não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas”, escreveu Moro.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso