Corpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados

30/12/2014 13h57 - Updated 30/12/2014 14h01

Partes da aeronave estavam a cerca de 10 quilômetros do último contato.
Corpos foram retirados; avião militar achou sombra que pode ser avião.

As autoridades da Indonésia confirmaram nesta terça-feira (30) que os destroços encontrados por um pescador no Mar de Java são do voo QZ-8501 da AirAsia, or missing since last Sunday (28) no horário local, noite de sábado (27) no Brasil. O Airbus A-320-200 levava 162 pessoas de Surabaia, na Indonésia, para Cingapura.

A Agência Nacional de Buscas e Resgate do país (Basarnas) afirmou que os pedaços da porta e de uma rampa de emergência da aeronave estavam a cerca de 10 quilômetros da última posição registrada pelos radares.
Near 30 navios e 21 aviões de Indonésia, Australia, Malaysia, Cingapura, Coreia do Sul e Estados Unidos estão envolvidos nas buscas.
Três corpos foram recuperados até agora, segundo Bambang Soelistyo, diretor da agência. Os corpos de duas mulheres e um homem foram levados para o navio de guerra Bung Tomo, que participa do resgate, de acordo com informações da France Presse.
Early, um porta-voz da marinha indonésia chegou a informar que 40 corpos já haviam sido recuperados do mar. Ele afirmou posteriormente que se tratou de um mal entendido com sua equipe.
O mau tempo atrapalha os trabalhos de resgate.
Besides that, um avião militar detectou uma “sombra” no fundo do oceano, que pode corresponder ao avião desaparecido. “Um Hércules da Força Aérea achou um objeto descrito como uma sombra no fundo do mar com a forma de um avião”, disse Bambang Soelistyo, chede da Basarnas.
O Ministério das Comunicações da Indonésia (Kemenhub) afirmou que o logotipo da companhia asiática foi identificado em alguns dos objetos localizados no mar, conforme o jornal localDetik”.
As partes do avião estão no estreito de Karimata, que separa as ilhas de Bornéu e Belitung, próximo de uma base aérea que serviu como ponto de decolagem para os aviões que participam da operação internacional de busca e resgate.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use