Civil police misconduct repudiates Military Police

Policial Militar agride física e moralmente servidor público na frente a família
21/04/2015 09h42 - Updated 22/04/2015 08h37
Photo: synpol

Após receber denuncia de agressão física e moral por parte do Tenente Soeiro da Policia militar contra o Policial Civil Oberdan de Abreu, fato ocorrido no final de semana. O Sindicato dos Servidores dos Funcionários da Policia Civil do Amazonas, vem a público apresentar nota de agravo, contra as atrocidades cometidas pelo servidor público.

NOTA DE AGRAVO – TENENTE SOEIRO – PM

O Sindicato dos Funcionários da Policia civil do Estado do Amazonas, no uso de suas atribuições estatutárias vem a público repudiar e agravar as ações descabidas do “Tenente” da Policia Militar DAIVISON ANDERSON CUTRIM SOEIRO, qual de forma irresponsável, deliberada e descabida vem agredindo cidadãos amazonenses, em caso particular, membros da Policia Civil do Estado do Amazonas. In the year of 2013, o referido cidadão, sentindo-se autoridade máxima da representação da Lei e da ordem, insultou e desacatou de forma ofensiva uma Delegada dentro de seu gabinete em plena madrugada. Fato que foi destaque nos noticiários locais, last year.

É salutar informar que o oficial em tela, já responde a um Processo Criminal e foi intimado a depor na 13ª Vara do Juizado Espacial Criminal por abuso de autoridade cometido contra um Investigador de Polícia, que foi algemado e humilhado injustamente. Agora o mesmo Oficial volta a investir contra um Policial Civil e sua companheira, o que caracteriza além da falta de respeito e desunião entre membros de classes profissionais pares, ainda ofende a família do policial e a família Policia Civil, quando o mesmo acompanhado de sua guarnição subordinada abordou arbitrariamente o Policial Civil, agredindo física e moralmente o servidor público e sua esposa e ainda afrontou os policiais de plantão no 9º DIP, querendo flagrantear o Servidor Público.

A onda crescente de violência, inclusive da violência policial, é um complicado enigma do mundo moderno que não será bem decifrado se não nos afastarmos da mera retórica, das rivalidades corporativas ou cientificas, do emocionalismo. Tanto quanto o mal da Aids, o do crime policial exige, para seu eficaz enfrentamento, consciência de que o problema é multidisciplinar, de responsabilidade profissional de muitos e responsabilidade social de todos.

In front of facts, observamos que a polícia só esta autorizada a usar da violência como último recurso dos muitos que a habilidade profissional pode lhe garantir. Nem mesmo em regimes onde a pena de morte é legalizada, pode-se imaginar o policial (cuja opção profissional é de enfrentar o crime, tanto quanto o médico a doença com todos os riscos a isto inerente) como agente exterminador do criminoso, senão do crime. No caso em epígrafe tratava-se de uma autoridade policial e dos demais agentes da segurança pública, igualmente amparados e, no entanto desacatada e abusada pelo agente “Policial Militar”.

In this way, pelos atos insanos recorrentes cometidos pelo senhor Daivison Soeiro, o SINPOL-AM solidariza-se ao companheiro OBERDAN DE ABREU AQUINO, a sua família e aos demais companheiros que foram insultados pelo PM e assegura que estamos mobilizando nosso corpo jurídico e de comunicação, para darmos entrada em denuncias junto a Corregedoria Geral de Segurança Pública, ao Comando Geral da Policia Militar, a PROCEAP e aos veículos de comunicação para que os atos abusivos deste cidadão antissocial sejam contidos e as boas relações institucionais entre a Policia Civil e a Policia Militar, assim como o SINPOL-AM com a Associação dos Oficiais, Associação de Suboficiais e Sargentos, Associação de Cabos e Soldados e Associação de Praças, instituições que mantem entre si o respeito mútuo e a colaboração como norte de suas existências sejam mantidas na mais perfeita harmonia e que elementos que não honram estas instituições sejam banidos das mesmas.

Manaus, 20 April 2015

MOACIR MAIA
A Diretoria


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use