Serafim Corrêa maintains transparency in the legislature

The MP believes that the Assembly should come out ahead and automatically disclose the payroll.
28/04/2015 15h06 - Updated 28/04/2015 15h08
Photo: reproduction

Mr Serafim Correa (PSB), he defended, early on Tuesday (28), que a Assembleia Legislativa do Amazonas (hazard) deve divulgar o nome de servidores e dos valores referentes aos vencimentos e vantagens pecuniárias, conforme decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF), no julgamento do Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) 652777, que é o da legítima publicação nos portais da administração pública.

“Eu entendo que a nossa Casa, a Assembleia, deve sair na frente e divulgar automaticamente a folha de todos: deputados e servidores. Nós não temos nada, absolutamente nada a esconder. Outros órgãos já fazem isso”, said the parliamentary.

Pacto de Governança

Serafim Corrêa voltou a falar sobre o Pacto de Governança, proposto por ele, em que sugere que os Poderes Executivo, Legislative and Judiciary, the State Prosecutor's Office (MPE) and the Court of State Auditors (TCE) se entendam sobre problemas frequentes no Amazonas, e lamentou que o pacto “não causou interesse nos gestores dos órgãos”.

“Um desses problemas, que citei no Pacto de Governança, é o da Previdência Social e, três meses depois do meu alerta, não por iniciativa minha, mas pela iniciativa de um Procurador da República, the Federal Public Ministry (MPF) abriu um inquérito civil em que os presidentes da Câmara Municipal de Manaus (CMM), da Assembleia, e do Tribunal de Contas, além do chefe do MPE, terão que prestar depoimento sobre o assunto”, he said.

“Eu volto a defender o Pacto de Governança. Nós precisamos ter um entendimento maior. O Brasil vive uma crise econômica e política da mais alta amplitude e a ficha não cai. E um dos problemas mais graves que nós temos é o da questão previdenciária. Esse inquérito civil vai causar um constrangimento enorme e é necessária uma solução para a sociedade”, he said.

Texto: Assessoria do Deputado


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use