18/08/2015 16h33 - Updated 18/08/2015 16h33

"We have to balance the interests', says Levy on FGTS

Mudanças nas regras do fundo devem ser votadas nesta terça na Câmara
Photo: Ueslei Marcelino / Reuters

The Minister of Finance, Joaquim Levy, He said on Tuesday that the project raises the renumbering of the Guarantee Fund for Employees (FGTS) needs to be “well spoken and understood”. as, que deve ser colocada nesta terça em votação na Câmara, é considerada uma daspautas-bombaque tramitam na Casa por diminuir os recursos disponíveis para o financiamento imobiliário. Desde a manhã desta terça o Planalto tenta negociar com os deputados um meio termo para o projeto.

Em coletiva após encontro com investidores do banco Santander, o ministro fez questão de ressaltar que o FGTS foidesenhado para financiar a habitação popular”. “Temos de equilibrar os interesses. Muitas pessoas sacam o dinheiro [do fundo] para ter a casa própria. Para isso que ele existe”, completed.

currently, o rendimento do FGTS é de 3% plus the Referential Rate (TR). Segundo o projeto, que conta com o apoio do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a renumeração do fundo dobraria para 6,17% ao ano mais a TR, equivalente ao rendimento da poupança. O principal temor do governo é que, com a correção maior, os juros para o financiamento imobiliário fiquem mais caros, afetando principalmente o Minha Casa, My life – um dos programas-vitrines do governo Dilma Rousseff, cuja terceira fase foi promessa de campanha e enfrenta dificuldades para sair do papel.
No início desta tarde, the government leader in the House, José Guimarães (FOR WHAT), disse acreditar que os parlamentares e o Planalto cheguem a um consenso quanto à proposta. Guimarães e Levy participaram mais cedo de uma reunião com o deputado Rodrigo Maia, relator do projeto, o vice-presidente Michel Temer, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, para falar sobre a alteração no FGTS.

O ministro da Fazenda também sinalizou que a saída a ser encontrada entre os parlamentares e o governo deve ser um aumento escalonado no cálculo de correção do FGTS, o que adiaria o impacto sobre o caixa do financiamento imobiliário para os próximos anos. “Temos que ver como vai ser, se vai ser escalonado. Todo mundo precisa entender as consequências e achar o melhor caminho”, disse Levy.

DesoneraçõesO ministro falou ainda sobre a possibilidade de o Senado votar nesta terça o projeto que reduz a desoneração da folha de pagamento das empresas. “Diminuir a renúncia de dinheiro é importante porque hoje o dinheiro está escasso”, afirmou Levy, referindo-se ao resultado pífio da arrecadação do governo, que caiu 3% in July, compared to last year.

O projeto é a única medida do pacote de ajuste fiscal que ainda não foi aprovada na Casae está para ser apreciada desde o primeiro semestre do ano. Senate President, Renan Calheiros, que adiou a deliberação por diversas vezes, chamou o texto decadáver insepultoe confirmou que vai coloca-lo em votação na sessão desta tarde. O movimento ocorre após a aproximação de Calheiros com a presidente Dilma Rousseff, que ontem indicou Marcelo Navarro, um aliado de Renan, para a vaga de ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Source: Veja.com

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505