Autônomo é preso por assassinato

Second to PC, o homem matou uma universitária no dia 14 December 2012.
11/09/2015 14h53 - Updated 11/09/2015 14h53
Photo: PC Release

O autônomo Carlos Miro Bayma do Nascimento, 39, o “Mirinho”, foi apresentado, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, day 11, na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), located at Avenida Autaz Mirim, neighborhood Amazonino Mendes, Eastern area of ​​the capital. Ele é investigado por envolvimento no homicídio da universitária Elizângela de Lima Ferreira, conhecida como “Tânia”, occurred on 14 December 2012.

In this ocasion, O Delgado Titulr Dr. Dehs, Ivo Martins, informou que Carlos foi preso por volta das 17h30 da última quarta-feira, day 9, por policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (IDPF). O infrator teria furtado uma bicicleta na manhã do dia 8 Of this month, por volta the 11:30, na Avenida São Jorge, Compensates neighborhood, West zone of the capital.

“Carlos foi conduzido ao 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi constatado que ele estava envolvido no homicídio. O delegado titular do 8º DIP, Paulo Benelli, entrou em contato com a equipe de investigação da DEHS. From then on, representamos o mandado de prisão preventiva em nome dele”, destacou Martins.

A autoridade policial explicou as circunstâncias do crime, ocorrido morta na residência de Elizângela, situada no Beco do Franco, Compensates neighborhood 2. “Ao chegar ao local, Carlos pediu à vítma um copo com água. No momento em que ela virou de costas, ele aproveitou para alvejá-la com dois disparos de arma de fogo, tendo um deles atingido a nuca dela”, Martins explained.

Carlos relatou, in testimony, que matou a universitária para vingar o assassinato do irmão dele, Helenildo da Conceição Bayma do Nascimento, que na época do crime tinha 25 years, segundo informou o delegado. “Ele foi morto no dia 2 December 2011. Na versão de Carlos, Elizângela teria mandado executar Helenildo, em razão da disputa por pontos de venda de drogas”, said.

Ainda durante a oitiva, Carlos afirmou que cometeu o crime também incentivado pelo pedido de um traficante, identificado até o momento apenas como “Fabiano”, que teria desavenças com Elizângela, motivadas pelo tráfico de entorpecentes, acrescentou Ivo Martins.

O mandado de prisão preventiva foi expedido nesta quinta-feira, day 10, by the judge of the Criminal Duty, Frank Augusto Lemos do Nascimento. O infrator foi indiciado por homicídio qualificado e furto. Ao final dos procedimentos realizados na DEHS, it will be forwarded to the Public Jail Judge Raimundo Vidal Pessoa, which remain at the disposal of justice.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505