Vacina contra o HPV está disponível em 171 Unidades de Saúde de Manaus

girls 9 a 11 anos devem ir aos postos receber a segunda dose da vacina.
10/09/2015 22h49 - Updated 10/09/2015 22h52
Photos: José Nildo

Meninas com idades entre nove e 11 anos que já receberam a primeira dose da vacina contra o papilomavírus humano (HPV), in the first half of this year, devem procurar uma das 171 Unidades Básicas de Saúde de Manaus para receber a segunda dose necessária para garantir a imunização contra o HPV, vírus que pode causar câncer de colo do útero. A Prefeitura de Manaus está planejando o dia D da vacinação, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Sems), em parceria com as secretarias de Educação do Município (semed) and the State (Seduc).

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Neto Lion, 19.481 meninas com idades entre nove e 11 years, já receberam a primeira dose da vacina no primeiro semestre. “Os pais devem estar atentos para levar suas filhas para tomar a segunda dose, otherwise, a primeira dose da vacina não garantirá o efeito desejado. Aquelas que não tomaram a primeira dose também podem buscar as unidades de saúde para a imunização. Estamos em parceria com a Seduc e Semed em planejamento para distribuir mais pontos focais em toda a cidade, para que nenhuma menina fique sem se proteger do HPV”, He emphasized the secretary.

As doses da vacina estão disponíveis nas unidades de Saúde com sala de vacinação no horário de funcionamento das 8h às 17h. A imunização contra HPV também estará disponível nos Serviços de Acompanhamento Especializado em HIV/Aids (SAEs) para mulheres com idade entre nove a 26 anos vivendo com HIV, mediante apresentação da prescrição médica que devem tomar as duas doses num intervalo de dois meses e de seis meses em relação à primeira aplicação.

Para as meninas entre nove e 11 anos e para o público feminino indígena com idades entre nove e 13 years, o esquema vacinal abrange doses aplicadas em um intervalo de seis meses (Monday) e 60 months (terceira) com relação a primeira tomada.

Forma de contágio

O papilomavírus humano (HPV) é um vírus contagioso que pode ser transmitido com uma única exposição, por meio de contato direto com a pele ou mucosa infectada. Sua principal forma de transmissão pode ocorrer via relação sexual, mas também há contágio entre mãe e bebê durante a gravidez ou o parto, chamada transmissão vertical.

Inicialmente assintomática, a infecção por HPV pode evoluir para lesões de pele e mucosas, em alguns casos também ocasiona o surgimento de verrugas genitais. Quando não tratada corretamente, essas lesões podem evoluir para um quadro de câncer genital, como o câncer de colo de útero, cuja doença tem como principais sintomas dores, corrimento ou sangramento vaginal.

A vacina contra o HPV já faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e está disponíveis todos os dias nas unidades de saúde. No momento da vacina, não é obrigatório o acompanhamento de pais ou responsáveis, nem assinatura de termos de autorização ou recusa. A menina deverá apresentar apenas a sua Caderneta da Adolescente ou o próprio cartão de vacina.

O secretário Homero de Miranda Leão Neto explicou que as meninas que participaram das campanhas em 2013 e 2014 e não receberam todas as doses da vacina, também poderão procurar as Unidades de Saúde, mas devem comprovar a vacinação anterior apresentando o cartão de vacina.

A Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado iniciaram a oferta da vacina contra HPV em 2013, considerando a alta incidência e mortalidade por câncer de colo de útero na região Norte, sendo pioneiros em todo o Brasil. Mesmo com uma alta incidência, é um tipo de câncer que apresenta forte potencial de prevenção e cura quando diagnosticado precocemente por meio de consultas regulares ao ginecologista e pela realização regular dos exames recomendados.

“A vacinação para a prevenção do HPV é mais uma das estratégias que está sendo disponibilizada para a população na prevenção da doença e é importante que todas as meninas completem o esquema vacinal para que a imunização seja garantida”, said the secretary.

Na vacinação contra o HPV de 2013, 9,6 mil meninas não completaram o esquema vacinal. In 2014, a total of 6,7 mil meninas não receberam a segunda dose da vacina contra o HPV.

O esclarecimento de dúvidas pode ser feito pelo e-mail imunização.semsa@pmm.am.gov.br.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505